Veja se você corre o risco ter um infarto no inverno

7 de julho de 2015 at 7:30 Deixe um comentário

Por Elioenai Paes

Inverno faz com que chances de infartar aumentem em 30%; médicos recomendam cuidados para o grupo mais em risco

Processos infecciosos e inflamatórios, mais comuns no inverno, também podem favorecer um infarto
Getty Images

Processos infecciosos e inflamatórios, mais comuns no inverno, também podem favorecer um infarto

Dados mostram que há um aumento de 30% de casos de infarto no inverno. O frio é um perigo para quem já tem alguma predisposição para o problema. A mudança brusca de temperatura, como sair de um ambiente quente para o frio, é um dos causadores de infartos. Logo, manter-se aquecido é uma proteção. Mas não é a única causa.

“Há alguns fatores diretos e indiretos que contribuem para o infarto no inverno. Acredita-se que o que mais contribui é que no inverno muitas pessoas param de fazer atividade física e comem mais comidas ‘nada light’, e isso faz com que a pressão arterial sofra interferência”, explica Jardim.

Segundo o médico, o próprio frio faz com que a pressão aumente, pela vasoconstrição dos vasos. “Muitas vezes, isso faz com que haja um desequilíbrio entre a oferta do oxigênio e demanda, no caso das coronárias, por exemplo”.

Dor no peito: sIntoma clássico, a dor também pode irradiar-se para o lado esquerdo do corpo e ombro, além das mandíbulas. É uma dor de pressão no peito. Foto: Thinkstock/Getty Images
Dor no peito: sintoma clássico, a dor também pode irradiar-se para o lado esquerdo do corpo e ombro, além das mandíbulas. É uma dor de pressão no peito. Foto: Thinkstock/Getty Images

Entram nesse grupo de risco para infartar hipertensos, diabéticos, fumantes, sedentários, obesos, os que têm colesterol alto e histórico genético, como aqueles que têm familiares que já tiveram infarto, como explica o cardiologista do Hospital do Coração (HCor), César Jardim.

Check-up

Processos infecciosos e inflamatórios, mais comuns no inverno, também podem favorecer um infarto. “Há uma teoria de que esses processos tenham relações com as placas ateroscleróticas, fazendo-as se desestabilizar, obstruindo os vasos”, diz Jardim. Aí, acontece o infarto.

O cardiologista e clínico-geral diretor do Vita Check-up Center, Antonio Carlos Till, detalha que as pessoas idosas ou que já tenham problemas cardíacos ou predisposição devem ficar ainda mais atentas em dias frios.

“Incorporar a educação alimentar à rotina e praticar exercícios físicos com recomendação médica são atitudes prudentes e ideais para maximizar a saúde. No inverno, as pessoas optam por alimentos mais pesados, ricos em gordura e sal, e ficam mais sedentárias. Essa combinação pode acarretar um menor controle dos fatores de risco para doenças cardíacas”, explica Till.

Para evitar que um problema grave desses aconteça, é ideal visitar um cardiologista e fazer um check-up.

“O check-up periódico aponta o que estamos fazendo de errado com o nosso organismo e nos orienta sempre para a promoção de saúde e do bem-estar. Ele identifica hábitos de vida prejudiciais e indicadores de risco de doenças. É possível transformar o momento dessa avaliação de saúde em um momento de reflexão e de mudança de costumes. Ele funciona como uma efetiva ferramenta de prevenção”, salienta o médico.

Vi no Saúde IG

Entry filed under: conhecimento, Outros Blogs, Saúde, Texto. Tags: , , , , , , , .

E se os animais da Disney fossem seres humanos? Morre Amanda Peterson, atriz de “Namorada de Aluguel”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 334,027 acessos

RSS RSS


%d blogueiros gostam disto: