Fernandinho

25 de setembro de 2015 at 15:00 Deixe um comentário

Desde que Fernandinho largou da esposa, sua vida não tem sido a mesma. Não se lembra quantas vezes teve que mudar o chip do celular, as contas das redes sociais, o endereço de email.
Contando ninguém acreditaria naquela mudança inesperada do dia pra noite. Ele jura que não tem nada a ver com isso, porém as más línguas juram que é tudo culpa do pobre mancebo.
Quem vê Nando caminhando pelo calçadão da praia não dá nada pr’aquele rapaz.
Estatura média, pele bronzeada, cabelo espetado começando a receber uma camada de neve. Roupas simples, sem grandes marcas, usa lentes, mas está sempre com óculos, a barba rala por fazer, nada de músculos e uma pequena barriguinha escrota despontando cintura a cima.
Não tem, nunca teve e quase certeza que jamais irá ter muito dinheiro. Fora o pequeno apartamento a três quadras da praia que recebeu de herança dos avós, possui um Voyage 2011 que vem pagando em suaves prestações.
O rompimento do relacionamento de oito anos com Ana Clara aconteceu de maneira, diga-se de passagem, inusitada ao flagra-la nos braços de um outro qualquer numa foto de um bar na Bahia.
Ok, deixe me explicar melhor a ocorrência.
A esposa PHD em nutrição escrevera alguns tratados sobre o assunto e às vezes era convidada a expor os seus conceitos. E numa dessas noites bebeu um pouco além da conta e acabou sendo fotografada em meio a uma selfie de estudantes de nutrição.
Calma já chego lá. Não que a sortuda fez questão de sair no instantâneo. Porém em meio ao vuco vuco foi pega desprevenida, poderia dizer, quase engolida pela boca de um inusitado desconhecido, bem escondida na última mesa de um canto escuro daquele bar.
Infelizmente o alto poder daquele flash, somado a resolução da foto e a sorte de um primo do amigo de uma colega de serviço do Sr. Fernando tê-la reconhecido e daí meu amigo pra brasa virar fogo foi só um assoprão.
Não teve desculpa que colasse; que foi a primeira vez, que foi a bebida etc e tal. Nando era bom, bonzinho até demais, contudo não ia ficar pagando de corno por aí.
Porém o que nos trouxe a emoldurar essa crônica não é a vida da ex, mas sim a do novo Dom Juan do pedaço.
Confidenciou-nos Don Fernando, como foi apelidado pelos mais íntimos que o assédio está lhe cansando e não sabe o que fazer para se livrar dele.
Pensou até em reconciliar-se com a beijoqueira, coisa que se dependesse dela aconteceria no ato, porém não queria dar o braço a torcer e aceitar os cornos que ela lhe proporcionou com tamanha facilidade.
Até andou se aventurando pelas quebradas da vida.
Entretanto cada vez que assumia um relacionamento acabava por se deparar com as mais loucas situações, fato que o fez desistir de continuar procurando a parceira ideal.
Umas assíduas por sexo, até demais, outras totalmente abstêmias, haviam aquelas que falavam pelos cotovelos, pior eram as caladas, capazes de transformar um encontro num velório.
Tinha aquelas com mania de limpeza e que superavam às que nem os dentes escovavam.
Estava rodeado por extremos aonde só queria encontrar um meio termo.
Seu celular voltou a tocar, antes de atender visualizou quem era… deixou-o tocando até desligar.
Do outro lado da linha, eufórica uma garota indagava a uma amiga:
– Querida tenho que laçar o Nando. Afinal não se faz mais homens como ele!
– Como assim? – perguntou a amiga.
– Homem comum, que gosta de mulher, que não se importa com as aparências, que está sempre cheiroso, que trabalha, sabe conversar, que nos ouve, que saí e diz aonde vai, que é fiel e principalmente que dá valor a quem está com ele.

                                 Inibmort

Entry filed under: Inibmort, Texto. Tags: , , , , , , .

Olivia Wilde Mosh(ou)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 323,045 acessos

%d blogueiros gostam disto: