Playboy

23 de outubro de 2015 at 15:00 Deixe um comentário

Meu relacionamento com a Playboy vem de longa data. Se não me falha a memória, devia ter uns doze, treze anos.
As primeiras que me recordo foram vistas no banheiro do depósito do supermercado Carvalho em Lins, quando eu ia carregar mercadoria para filial aqui de Getulina.
O tempo passou e há vinte anos, um pouco menos, me tornei fiel escudeiro, como assinante.
A primeira revista que recebi em minha casa foi da global Danielle Winits, com aqueles poponzinhos cor-de-rosa cobrindo os seios. Ela devia ser uma das mulheres mais gostosa do nosso país naquela época.
Lógico que já tinha algumas preferências antes dela. Não me pergunte como, mas tinha uma pilha de revistinhas que me ajudavam quando a imaginação estava fraca e dentre elas a playboy da Vera Zimmermann se destacava. Se não me engano era decorada por um texto do Caetano.
Outra que ficou na memória antes de começar a coleção era da ninfeta Luciana Vendramini. Dizem as boas línguas que a Paquita fez as fotos enquanto ainda era menor. Bem como eu ainda era menor também, podia usar sem moderação.
Sem dúvida nesse tempo algumas me chamaram mais atenção, sem ordem de preferência; a loira e a morena do Tchan, Tiazinha, Deborah Secco, Alessandra Negrini, Ellen Roche, Luize Alttenhofen, Kelly Key, Juliana Alves, Flávia Alessandra e a Fernanda Young que dispensou o photoshop e comprovou que gostamos mesmo do que é real.
Porém a número um das capas é a apresentadora da Band, Cléo Brandão. Meu Deus que delícia ficaram aquelas fotos, aquela mulher era tudo de bom, iria ficar para sempre no meu subconsciente.
Mas não é só de mulher pelada que vive a revista. Gosto muito do “Neurônios” aonde ela nos apresenta o que há de novo e muitas vezes bom no mercado de livros, filmes, quadrinhos, games, música e utilidades que fazem parte do nosso dia a dia.
Playboy Responde também sempre tem questões interessantes, mesmo acreditando que aquelas abreviações de nomes são de pessoas inexistentes e que as perguntas são mesmo escolhidas pelos editores, muitas daquelas respostas foram guardadas com muito carinho.
Tenho saudades do Click que era a última coluna antes das piadas. Porém com a mídia especializada, Facebook e Instagram acabou-se a graça dos flagras.
Um quadro que apresentava bares e outros locais comerciais da grande São Paulo já foi tarde e podia ter levado junto a divisão de moda. Homem que é homem não se preocupa se o cinto combina com o sapato e que perfume madeirado tem que ser usado em dias frios. Pura viadagem.
Agora, mulheres do meu Brasil, é cem por cento de verdade que a gente compra Playboy por causa da entrevista, afinal é só correr o mouse ou o dedo que em centésimos de segundos todas as capas estão ali a disposição, seja no computador, celular, tablet ou notebook.
Porém ter alguns minutos com seu ídolo ou personas interessantes faz com que o Entrevistão como é conhecido, não seja só uma das melhores parte da revista, como de todas especializadas ou não em mulher pelada.
Surgiu um boato nas últimas semanas, que o fundador da revista, Hugh Hefner, informou que a edição americana não vai mais publicar mulheres nuas.
Aí meu caro, se hoje a Playboy vem se mantendo com Panicats, mulher Gari, mulher mendiga, BBBs, pode ter certeza, caso a moda pegue por aqui, podem fechar as portas, afinal revista masculina com mulheres semi nuas já existe e infelizmente estaria fadado o fim da publicação mais gostosa do país.

                        Inibmort

Entry filed under: Homenagem, Inibmort, Texto. Tags: , , , , , , .

Mari Antunes Pequenas ilusões da vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 331,822 acessos

%d blogueiros gostam disto: