Turmas

30 de outubro de 2015 at 15:00 2 comentários

Contamos com muitas dádivas nesta vida e duas delas com certeza são os amigos que conquistamos durante nossa jornada, a outra é os que conservamos.
Minha infância e juventude foram recheadas de amizades que julgava ser pra vida inteira, por obra do destino a maioria partiu deixando uma grande saudade.
Dos que chutavam bola descalço defronte a minha casa em Lins aos companheiros de sala de aula.
Dos que frequentavam a SAG aos que curtiam a domingueira na Fênix, muita água se passou.
Saudades da época em que ficávamos reunidos na casa da Daniela Methódio. Ô tempo bom aquele. Eu tinha hora pra chegar em casa e não podia atrasar um minuto.
O esquenta era na casa do Fantini, fazíamos bailinhos, também conhecido como brincadeira dançante.
A turma foi crescendo e já não cabia mais dentro de casa, os bailinhos também passaram de domingo pro sábado de madrugada.
Porém uma época que ninguém vai esquecer foi quando o pai de um amigo teve que ser internado na capital e passamos uma temporada “cuidando” da casa dele.
Infelizmente tivemos um contratempo, coisa da idade que passou como uma chuva de verão.
Logo veio a turma da esquina do Rui, passávamos a semana inteira ali, jogávamos Cacheta ou Pif Paf. Essa turma teve a casa de bloco mais top de todos os tempos, bem do lado do clube. Foi com essa moçada que pulamos o muro da SAG, pra nadar só de meia na madrugada.
Passei também uma época frequentando a frente da casa de uma grande amiga que ficará pra sempre guardada na minha memória. Passávamos a tarde conversando sobre tudo e sobre todos, porém diferente do que muitos pensavam nunca tivemos nada além de amizade.
Daí veio a turma dos amigos da minha esposa, que se tornaram meus amigos também. Eram encontros nas casas uns dos outros, jantares, passeios no campo, cachoeiras… foram dias incríveis.
Um pouco mais pra frente foi a fase heavy metal. Era eu junto com os vulgos doidões da cidade. Brincadeiras de esconde-esconde na praça, vinhos no trevo, manga na cachoeirinha, ensaio da banda, mafu no pocam. Hoje todos bem sucedidos, tem bancário, advogado, engenheiro, produtor de cinema, publicitário, agente penitenciário…
Como esquecer da turma dos casados. Antes dos filhos também nos embrenhamos em ranchos em Sabino, viagens pro Guarujá, noitadas nas casas um dos outros, infelizmente a piazada nos afastou um pouco, porém as lembranças permanecem.
Passou mais um pouco e veio a galera do meu sobrinho, com as infinitas festas com muita bebida. O rancho do Pipoquinha, os carnavais na casa do Serginho com o narguilé, as panquecas lá em casa, os esquentas dos shows, os pontapés no show do Luan Santana, porém a molecada aumentou (a minha) e o tempo escasseou.
Ultimamente me envolvi com um pessoal da pesada, tudo cobra criada, um mais liso que o outro. Tô falando da turma do poker, brincadeiras a parte, são tudo brother, o jogo é só um motivo para nos reunirmos e poder trocar ideias e desopilar do dia a dia conturbado.
É lógico que muitas dessas fases foram divididas com as mesmas pessoas. O que falar do Everton e da Dani que há quase 30 anos fazem parte de nossas vidas, do Fantini que mesmo morando em Vinhedo saí de lá pra ficar algumas horas em casa, do Mikil e do Mita que os conheço desde tinham menos de dez anos.
Não quis citar muitos nomes com medo de esquecer, ops! deixar de lembrar de alguém, afinal se fosse nomeá-los com certeza não caberia nessa página.
Também devo ter deixado alguma turma de lado e me perdoem àqueles que estiveram nela, porém tenho certeza que vocês estiveram em alguma dessas que citei.
O espaço é curto a memória ao pouco se esvai, contudo guardo cada momento da minha vida com muito carinho e com certeza ela não seria nada sem a presença de você meu caro amigo.

                                     Inibmort

Entry filed under: Inibmort, Texto. Tags: , , , , , , , , .

Kaley Cuoco Essa mulher é mais um motivo para você odiar a Dilma

2 Comentários Add your own

  • 1. Lilian  |  2 de novembro de 2015 às 14:50

    Ah que bons tempos… Me senti incluída aqui ou ali. Na piscina da sag que não tive coragem de pular ou nas casas de bloco, quem sabe na casa da amiga….
    Como é bom relembrar não Junior? ou pq não chamar de Bunda.
    kkkkkk

    Responder
    • 2. dabunjr  |  3 de novembro de 2015 às 7:04

      Verdade, foram várias turmas, ótimos momentos, muitas saudades. Espero que possamos levar essa mensagem a todos os que viveram aquela época.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 325,103 acessos

RSS RSS


%d blogueiros gostam disto: