Animalidade

27 de novembro de 2015 at 15:00 Deixe um comentário

Há muitos anos tenho dedicado um bom tempo da minha vida nos estudos da doutrina espírita. Não vou dizer que esse conhecimento me transformou em santo, porém me dá bases para discernir entre o certo e o errado.
Ajuda-me também a compreender com outros olhos os momentos difíceis, a aceitar os obstáculos que a vida coloca em nosso caminhar, me dá serenidade dentro do meu circulo social, vem corrigindo antigos hábitos e aos poucos transformando-me em um novo homem.
Porém se a casca ganha novos detalhes, no interior a mudança vai ocorrendo muito lentamente.
Como diz as escrituras odres velhos não podem com o vinho novo, isto é, só uma capa forte sustentará as mudanças internas.
Falo isso porque a luta pela reforma íntima torna-se constante, a todo minuto dúvidas pairam sobre como seria o procedimento ideal em tal situação e claro que a base maior que temos é a de Jesus.
A pergunta é simples: “Será que Jesus faria isso?”.
De acordo com a resposta você fará ou não aquilo que ainda não tem certeza se é correto.
Contudo por mais que tento domar o animal irracional que existe dentro de mim, o ser insiste em aparecer nos momentos que a vida nos testa.
O urro gutural, seguido de palavras de baixo calão, muitas vezes chegando a agressividade são ainda uma constante no meu caminhar.
Como uma gota de fel que venha azedar um oceano de doçura. É isso que acontece quando num ambiente de paz e harmonia a besta resolve se fazer presente, impregnando toda aquela atmosfera que estava límpida.
Eflúvios negros se apoderam do local, trazendo contigo a presença de seres da mais baixa evolução, desestabilizando em segundos as energias que os anjos de luz tiveram tanto trabalho para equilibrar.
Ainda ontem, em decorrência das chuvas que não davam trégua, resolvi tirar algumas horas que tenho em haver e ficar a tarde em casa. Foi com muita alegria que eu e meu primogênito passamos horas agradáveis. Brincamos de vídeo-game, lanchamos juntos, nos divertimos.
Porém eu lembrei de um Lego que ele ganhou e me pede sempre para montá-lo, como estava passando um jogo na TV, fiquei ouvindo e montando. Não passou mais que meia hora e o brinquedo estava prontinho.
Um lindo tanque de guerra em formato de tigre, mostrei pra ele que continuava no game, fez uma cara de alegria, mas logo voltou a atenção pra tela. Eu tinha que escondê-lo do pequeno, senão em cinco minutos ele acabaria com o trabalho de horas.
Quando fui guardá-lo em cima do guarda-roupa as peças foram se soltando e junto com elas o animal interior criando vida. Em segundos uma mancha negra invadiu as minhas vistas e comecei a gritar, chutar o ar, proferir palavrões.
Nisso meu garoto desligou o jogo e saiu do quarto.
Voltando ao normal, fui procurá-lo na sala e não o encontrei. Voltei ao quarto e também não estava. Meu mundo desmoronou quando me deparei com ele deitado em minha cama com o travesseiro na cabeça chorando copiosamente.
Meu coração quase parou, não acreditava naquilo, como um pai que tem a função de proteger os seus poderia estar assustando, aterrorizando-o. Não era um alcoólatra, um viciado, um dependente, mas um ser que se julga cristão, que cresceu com bases, que almeja seguir os passos do Cristo.
Me senti o pior dos homens, ainda me sinto. Expliquei que aquela fobia devia vir de tempos remotos, pois não era a primeira vez que me portava assim. Pedi perdão, acalmei-o enquanto ele suplicava pela mãe. Entretanto a dor que senti por ter deixado o homem velho tomar conta de mim, jamais será esquecida.
     Inibmort

Entry filed under: Espírita, Família, Inibmort, Texto. Tags: , , , , , , , , .

Juliana Paiva 10 técnicas que realmente funcionam para dormir melhor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 326,871 acessos

%d blogueiros gostam disto: