Ela não pode mexer no seu WhatsApp

7 de junho de 2016 at 15:00 Deixe um comentário

Amparado pela lei: veja por que sua parceira não pode bisbilhotar o seu celular

 .
Em 2014, uma mulher entrou na justiça contra o marido por um motivo bizarro: para ter o direito de fuçar as conversas do cara no WhatsApp. O caso ocorrido em Santa Catarina é a prova de que ninguém anda confiando em ninguém nos relacionamentos modernos.
E como se o fato em si não fosse suficientemente estranho, ainda levanta a hipótese de que a invasão de privacidade possa ser algo discutível (se é que haja argumentos para discussão).
Visto como vilão para muitos casais, o WhatsApp pode ser a ferramenta ideal para quem vasculha o celular do outro possa achar a prova do crime em uma traição. Por outro lado, os caras que têm a consciência limpa e desejam manter a privacidade preservada, podem contar com a justiça para se defender:
 
# O MUNDO ANDA FUÇANDO O WHATSAPP ALHEIO
De acordo com uma pesquisa recente feita na Itália (pela Associação Italiana de Advogados Matrimoniais), o WhatsApp chegou para causar. O app já teve força para destruir quase metade dos casamentos no país, ou seja, em 40% das separações de casais o aplicativo foi utilizado nos processos de divórcio e adultério como prova de infidelidade.
No Reino Unido a situação é semelhante. Segundo uma pesquisa feita pela Mobile Insurance, cerca de 40% dos caras que descobrem que estão sendo chifrados usaram o aplicativo para confirmar a bola nas costas.
 
# “AMOR, POSSO MEXER NO SEU CELULAR?”
Mas o que você faria se a sua parceira resolvesse te processar para ganhar o direito de invadir a sua privacidade? Antes de deixar uma mulher ciumenta sair fuçando no seu celular é preciso entender que quando a coisa estiver passando dos limites e começar a ficar séria demais, você tem como se defender.
 
# SUA PRIVACIDADE PROTEGIDA POR LEI
Para o alívio de caras que sofrem com mulheres malucas, saiba que a sua privacidade está protegida por lei. Segundo a Lei Carolina Dieckmann (que surgiu quando a atriz teve suas fotos íntimas divulgadas na internet), essa “espionagem” pode ser considerada crime. De acordo com especialistas, celulares, computadores e contas de e-mail são pessoais e privativos, e invadir a privacidade bisbilhotando conversas no WhatsApp – ou em alguns casos mais graves até mesmo instalando aplicativos que vigiam cada passo dado – pode ser considerado abuso de confiança e fraude, o que fere os direitos de privacidade de cada indivíduo.
 
# SEU VACILO PROTEGIDO POR LEI
Isso se estende também aos casos onde as senhas de e-mails ou de redes sociais ficam gravadas no computador da mulher. Saiba que ela não pode usar esse acesso para obter informações privadas. Segundo a lei, se alguém se aproveita de um descuido para ter acesso a um computador, um celular ou a uma conta para obter informações sem consentimento do proprietário, isso passa a ser crime (e não importa o tipo de conteúdo).
Mas não custa nada ficar ligado. Pra quê dar esse mole para uma maníaca por invasão da privacidade alheia?
Portanto, camarada, se você é uma vítima da obsessão dela e não tem um minuto de sossego, saiba que você está amparado pela lei. E cá pra nós, amigão: se a desconfiança na relação predomina e a situação de vocês chegou a esse ponto, talvez seja melhor você reavaliar aonde foi que você amarrou o seu jegue.
 .
Vi no Área H
.

Entry filed under: conhecimento, Lei, Outros Blogs, Texto. Tags: , , , , , , , , , .

Os 10 países que mais consomem vinho no mundo O vídeo mais intrigante que você verá hoje

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 323,045 acessos

%d blogueiros gostam disto: