Confiança

16 de setembro de 2016 at 15:00 Deixe um comentário

Resultado de imagem para bandeira do brasil

Quem acompanhou os noticiários esportivos na última quarta-feira deve ter prestado a atenção no que a maioria deles queriam incutir no seu telespectador.
Após a segunda vitória da seleção masculina de futebol sob o comando do novo treinador e aproveitando a data do sete de setembro, foi de consenso geral tanto durante a transmissão dos jogos, quanto nas mesas redondas e nos jornais a tal frase: “A seleção reconquistou a confiança do torcedor!”.
Quem viveu na época da ditadura vai se recordar do ocorrido em 1970 quando o tri campeonato mundial não foi apenas motivo de orgulho esportivo, mas uma injeção de ânimo no povo brasileiro que andava revoltado com a situação do nosso país.
Posso estar dizendo besteira, por favor, me corrijam se estiver errado. Mas após Mensalões e Petrolões, mais um impeachment em menos de vinte e cinco anos, o retorno de uma inflação mais acentuada, o crescimento do desemprego, o povo mostra-se pessimista num futuro de melhores expectativas.
Digo isso com conhecimento concreto dessa falta de perspectiva. Tanto eu como minha esposa somos mesários durante as eleições e não é de hoje que a taxa de abstenções vem aumentando de pleito em pleito.
Não são poucos os eleitores que reclamam da condição do voto obrigatório, se hoje temos uma taxa de eleitores não presenciais na casa de vinte por cento, imagine se o voto fosse facultativo?
Bate-se às nossas portas, como gostam de dizer por aí, a festa da democracia, que foi reconquistada em 1989 com a volta das eleições diretas. Vêm-se ou melhor ouve-se a todo momento a corrida dos candidatos em busca no nosso voto.
Em casa não costumamos mostrar nossa preferência por um ou outro candidato. Primeiro, como citado acima, trabalhamos na eleição, segundo por minha esposa ser funcionária pública municipal e estadual e eu por trabalhar na Santa Casa, que hoje é cem por cento dependente da prefeitura.
Imaginem só, levantarmos a bandeira de certo candidato e consequentemente após a sua derrota, encararmos o seu adversário como nosso patrão.
Lógico que não seria nada de mais, temos direito de escolher em quem votar e queremos ser respeitados por isso, mas que é uma situação no mínimo constrangedora, ah! Isso é.
Porém nada me impede de aconselhar àqueles que ainda não possuem um favorito.
Eu particularmente tento analisar a vida da pessoa que deposito meu voto de confiança.
Se é uma pessoa íntegra, se cuida bem da sua família, se é um bom cônjuge, filho, pai. Se faz algum tipo de obra social. Se auxilia algum grupo, seja ela o da terceira idade, do combate ao câncer. Se se interessa pelos problemas da cidade, do seu bairro ou pelo menos da sua rua.
Se a pessoa que eu vou por no executivo e no judiciário é honesta, se tem conhecimento no que está se propondo a exercer nos próximo quatro anos.
Não questiono qual o grau de escolaridade, mas sim como essa pessoal é culturalmente, se é uma pessoa educada que saiba conversar, que mesmo defendendo seus interesses não repudie os de pensamento contrário.
Se ela tenta a reeleição, observar quais foram os seus projetos, o que conseguiu para cidade. Gosto também de fazer uma análise simples, o que essa pessoa tinha antes e o que tem agora após os anos de mandato. Simples matemática, se a pessoa recebe um salário mensal de tantos reais, como ela pode ter conseguido um patrimônio muito maior que seus vencimentos podem adquirir.
Portanto são pequenos gestos que podem fazer de um candidato um exímio vereador ou prefeito.
E com certeza se acertarmos a mão e não votarmos apenas porque ganhamos uma cesta básica, por amizade, por uma promessa de emprego ou algo que não venha auxiliar todo o município, acredito que podemos reconquistar a confiança no nosso país!

  Inibmort

Entry filed under: conhecimento, Futebol, Inibmort, Mensagem, Olimpíadas 2016, Política, Texto. Tags: , , , , , , , , , , .

Bruna Hamú PARALIMPÍADA RIO 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 329,646 acessos

%d blogueiros gostam disto: