A vida passa

11 de novembro de 2016 at 14:00 Deixe um comentário

Resultado de imagem para tempo passa

Sempre digo que depois que fiz 18 anos a vida não passou, voou!
Parece que antes dos dezoito existem tantas histórias para contar e depois dessa data, lembro de algumas fazes. Meu casamento, nascimento dos meus filhos, a formatura da faculdade, a perda de pessoas queridas…
Incrível como mais da metade da minha vida se encontra escondida dentro do meu subconsciente.
Lógico que se eu forçar um pouco a cachola logo vem as imagens de algo que aconteceu, porém ainda assim hipoteticamente se colocarmos as memórias umas ao lado das outras, divididas em a/18 ou d/18, a primeira encheria uma caminhão e a outra uma carriola.
Lembro-me como se fosse hoje, quando estava no colegial e a diretora, professora Toninha, num dos seus magníficos discursos logo após cantarmos o hino nacional nos disse para aproveitarmos aqueles dias, pois logo começaríamos a ver a vida voar e quando nos dermos conta, estaríamos velhinhos.
E na verdade é isso que vem acontecendo.
Algumas teorias confirmam que sentimos o tempo fluir cada dia mais rápido em decorrência da rotina.
Nos áureos tempos da juventude cada dia acontecia algo diferente em nossas vidas, conhecíamos novas pessoas, fazíamos amigos, um novo amor a cada estação, os sonhos de conquistas, o planejamento do futuro…
Hoje o ir e vir do trabalho pra casa, da casa pro trabalho, os mesmos programas todo final de semana, até as viagens são para os mesmos locais, as mesmas festas de aniversários todos os anos, os mesmos amigos, tudo isso incute em nosso cérebro ou melhor acaba não vinculando nada de novo em nossas memórias.
Faça um teste: quando foi a última vez que você passou por uma forte emoção? Tenho certeza que esse dia vai ficar gravado eternamente em suas lembranças.
Porém quantas vezes nos últimos anos você viveu fortes emoções?!?
Mesmo um médico ou enfermeiro acaba se acostumando com a loucura de um pronto socorro ou um centro cirúrgico, o motorista não se abala mais com as inúmeras fechadas que ele deu ou tomou durante os anos de direção.
Podemos dizer que a rotina nos faz viver no automático.
O “pegador” não se emociona mais com uma conquista, o torcedor não se abala mais com a vitória ou derrota do seu time, o jogador pode até suar e ter taquicardia ao perder ou ganhar uma boa mão, porém minutos depois tudo vai ficando menor, até se misturar a outras tantas jogadas como aquela.
Infelizmente nos deixamos levar pela vida e esquecemos que o capitão dessa nau somos nós. Nós que devemos conduzir o leme e direcionar o barco para onde queremos navegar.
Não sei se o medo ou acomodo fazem com que fiquemos a mercê da maré e deixamos ela nos levar pra onde apontar e lógico que essa marola sempre aponta pra mesma direção.
A televisão com seu conteúdo cada dia mais recheado exerce a função de um ilusionista a hipnotizarmos.
Shopping Centers não foge muito do conceito da TV, o aglomerado de lojas facilita a caminhada e mais uma vez ficamos reféns da facilidade.
Costumo fazer algumas comparações de como sou acomodado. Cresci na beira dos rios que banham a nossa região, dormia em rancho, acampava, pescava de bote. Hoje deve fazer mais de dez anos que não faço mais isso, sendo que tenho parentes que saem da capital duas três vezes por ano para pescar por aqui.
Tentamos inserir a responsabilidade de mais um final de semana trancafiado dentro de casa, em nossos filhos, na esposa ou mesmo no jogo decisivo do campeonato, porém a realidade é que o tempo está passando e logo não vamos poder mais nos ausentar do lar em decorrência do peso dos anos em nossas costas.

            Inibmort

Entry filed under: Família, Inibmort, Mensagem, Texto. Tags: , , , , , , , , .

Ana Paula Tabalipa As 5 maiores dores que o ser humano pode sentir…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 333,969 acessos

RSS RSS


%d blogueiros gostam disto: