Eu tive um sonho…

15 de janeiro de 2017 at 11:00 Deixe um comentário

Resultado de imagem para saúde dinheiro

Eu tive um sonho… são com essas palavras do histórico discurso de Martin Luther King Jr que começo a tecer algumas ideias que venho tendo.
Trabalhar numa Santa Casa é sempre uma grande aventura, como naqueles filmes de ação que o mocinho salta de um prédio e acaba caindo em cima de uma carroça cheia de feno. Porém muitas vezes a carroça não está lá.
Costumo entender que um hospital público funciona como uma montanha russa, com picos de altos e baixo, na maioria das vezes mais baixos do que altos.
Carro chefe de políticos em épocas de campanha, na realidade ele se torna um pesadelo aos mesmos após algum tempo de administração.
Em 22 anos, salvo engano, nunca presenciei uma administração pública que não atrasasse ao menos um mês de repasse. Sempre acreditei na vontade do prefeito, vice e vereadores, tanto quanto no secretário da saúde, acontece que uma Santa Casa necessita de muito dinheiro pra funcionar e em algumas épocas, o município também sofre com a falta de verba.
A saúde pública anda sempre doente, médico é caro, remédio é caro, manter um paciente internado é caro, porém o dinheiro repassado pelo Sistema único de Saúde (SUS) não consegue manter 24 horas de médico no hospital.
Os sindicatos dos trabalhadores da saúde estão cada vez mais exigentes, hoje você tem que trabalhar com a quantidade exata de profissionais por área, exemplo é que há dez anos tínhamos apenas um enfermeiro com curso superior, hoje precisamos de no mínimo cinco, solicitação que encarece a folha de pagamento.
Mesmo o setor de limpeza é cercado de inúmeras exigências, tanto no vestuário do encarregado do serviço, quanto nos produtos a serem utilizados.
Enfim… manter uma Santa Casa funcionando num município de 10.000 habitantes encontra-se cada vez mais inviável.
Pegue uma cidade do tamanho de Marília que pra se locomover da sua residência a um atendimento de pronto socorro você leve de vinte a trinta minutos, o mesmo tempo que levaria pra chegar a Lins.
Por outro lado, todos hospitais encontram-se abarrotados, com dificuldade de dar atenção aos seus munícipes imagina ter que herdar doente de outras cidades?!?
Porém como eu iniciei esse texto: Eu tive um sonho!
Na verdade eu vivo colocando a cachola pra funcionar e tentar conseguir meios de levantar verba pra nossa instituição.
De barraca de pastel a quermesses, tudo isso gera renda, porém dois, três mil reais adquiridos numa barraca de fim de semana ajuda, mas não consegue sanar nossas necessidades, as quermesses rendem valores mais altos, porém não podem ser feitas consecutivamente, afinal existe comerciantes que pagam impostos e não podem ficar competindo com eventos sociais.
Uma solução encontrada em meio a tantas outras alternativas seria uma espécie de convênio ou como é dito por aí: carnê.
Como já dito, Getulina possui o total de dez mil habitantes, se metade dos munícipes contribuíssem com trinta reais por mês, teríamos o montante de 150.000 reais. Valor suficiente para termos médico 24 horas e ainda algumas especialidades como cardiologista, dermatologista, psicólogo…
– Ah, mais eu já pago impostos!
Concordo plenamente, temos direito a uma saúde gratuita.
Eu pago convênio para meus filhos, cada um sai mais de cem reais por mês, eu mesmo não possuo convênio médico.
Entretanto não hesitaria em pagar, tanto pra mim, quanto pra eles, afinal numa emergência, até chegar em Lins, que é o hospital mais próximo, quando não se tem o médico aqui, poderia não dar tempo de sermos socorridos.
Lógico, que o projeto teria que ser analisado, ter preços diferenciados para familiares e individual e é isso que um grande amigo está organizando aqui em Getulina. Fiquem atentos!
Todavia uma coisa é certa. Estaríamos protegidos 24 horas, no caso de alguma urgência.
Outro sonho que eu tive, foi em termos além de saúde, também recreação. Quinhentas, mil pessoas a vinte reais mensais poderiam ressuscitar a SAG, porém isso é assunto para um outro dia.

             Inibmort

Entry filed under: conhecimento, Inibmort, Saúde, Texto. Tags: , , , , , , , .

10 fotos da mamãe cinquentona que ganha R$ 300 mil exibindo seu dia a dia no Youtube Tá precisando melhorar a autoestima? Vem cá que a gente ensina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 327,179 acessos

%d blogueiros gostam disto: