A Escola dos meus filhos

15 de dezembro de 2017 at 9:00 Deixe um comentário

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, criança, bebida e área interna

Foi com uma grande alegria que semana passada recebi do meu “Ratinho”, como chamamos carinhosamente o nosso caçula, um convite para Exposição sobre Dinossauros que aconteceria na sua escola, a EMEIF” Padre Cornelis Adrianus Van Gils”.
Ignorando os superlativos exaltados por minha esposa, que trabalha na escola, em razão da magnitude do projeto, lá fui eu, esperando encontrar projetos consoantes a idade dos alunos daquela instituição.
Surpresa maior eu tive ao adentrar a primeira sala temática, com um corredor que revelava a origem do universo, com um Sol tentando vencer a escuridão em meio ao nascimento de planetas. Adentrando a sala nossos olhos e ouvidos encontraram uma demonstração da vegetação pré-histórica, envolta com um vulcão a expelir lava, dinossauros das mais diferentes gamas e até o áudio dos sons guturais expelido pelos mesmos.
Mais a frente nas próximas salas, além do reconhecimento das espécies narrada pelos alunos, ainda assistimos um curta metragem em três dimensões sobre a história de um filhotinho de T-Rex.
Especialmente pra mim, o melhor ficou para o final, pois me encantei com três fantoches dos extintos répteis, que em comunhão com um dos professores conseguiram tirar gargalhadas desse amigo que vos fala.
O bônus é enfiar as mãos num líquido viscoso e tentar adivinhar a espécie que está escondida ali. E o passeio não terminava sem um mimo. Um pequeno dinossauro para montarmos em forma de quebra-cabeça.
Parabenizo aqui todos os responsáveis pelo evento, que me remeteu às feiras de ciências da extinta FAL (Faculdade Auxilium de Lins), decorrente da grandiosidade e beleza com que tudo foi confeccionado.
Nesta semana, exatamente na quarta-feira, recebi outro convite, dessa vez do meu mais velho. Encerrando o ciclo do ensino fundamental ele e seus colegas de quinto ano receberiam o certificado de conclusão de curso.
Mais uma vez direção, coordenação e professores não mediram esforços para proporcionar aos pais, familiares, amigos e alunos muito mais que uma simples cerimônia, mas uma grande festividade.
Com apresentações teatrais e musicais, além do momento único em que o aluno recebe das mãos de seu professor o Certificado, tudo estava muito bonito e se cabe a palavra: “profissional”.
Mais uma vez exalto minha preferência, que não foi o momento em que meu garoto encerrou a apresentação dedilhando o teclado com duas músicas, mas sim o vídeo produzido com os formandos. Confesso que fui tomado por lágrimas, afinal são 7 anos de convivência entre as quatro classes homenageadas.
Principalmente por que nesse momento outro pensamento bailava em minha cabeça, o da despedida.
Infelizmente alguns desses alunos, inclusive meu filho, vão se desgarrar da companhia dos amigos e partirão para uma escola particular.
Não foram poucas as discussões que eu e minha esposa tivemos ao tomar essa decisão, porém a razão prevaleceu e achamos melhor ele não continuar no ensino público.
As causas são variadas, e está muito longe de se referir simplesmente a clientela, afinal ele estaria envolto com os mesmos alunos que vem estudando desde os primeiros anos escolares. Entretanto o que mais nos preocupa é o corpo docente, que está cada vez mais escasso.
Acompanhamos constantemente professores lecionando matérias ao qual não possuem o certificado para tal ofício e, sobretudo a quantidade de aulas que ficam sem ser ministradas pela falta do educador.
Se por um lado a educação proferida pela municipalidade mostra seus méritos cada vez mais conceituados, estamos acompanhando as escolas estaduais, aonde eu e minha esposa passamos por todas as etapas, se deteriorando cada dia um pouco mais.
Não foram poucas as vezes que sugeri que nós pais, não poderíamos deixar as coisas como estão e participarmos efetivamente da vida escolar, caso nossos filhos ficassem na escola pública, mas infelizmente, como conhecedora do meio, minha esposa me convenceu que por enquanto o melhor são as escolas particulares.
Ainda bato na tecla e tenho certeza que diretores, coordenadores e professores ao qual o ensino estadual encontra-se sob a sua responsabilidade, estão se esforçando para que suas instituições voltem a ter o mesmo prestígio das áureas épocas e que pra isso, os mais interessados devem unir forças para que possamos ter novamente um ensino de qualidade.

                   Inibmort

Entry filed under: conhecimento, Família, Homenagem, Inibmort, Política, Texto. Tags: , , , , , , , , , , , , , , .

Flávia Alessandra X-MEN: OS NOVOS MUTANTES Trailer oficial (2018)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 369,966 acessos

%d blogueiros gostam disto: