Posts tagged ‘conhecimento’

Como descobrir se a maçã verde está madura só pela casca

Se você é um apreciador da deliciosa maçã verde, certamente passa por essa dúvida cruel quando está no supermercado: como descobrir se a maçã verde está madura? O TriCurioso descobriu e vai explicar pra você!

Antes de chegar ao mercado, essas maçãs assim como outras frutas passam por testes laboratoriais que definem sua maturidade. Lá eles analisam a cor da semente, que de marrom-claro fica mais escura, o sabor, que fica mais adocicado já que o amido se torna açúcar, a rigidez da polpa, que se torna menos firme. Porém, é claro que é impossível fazer todos esses testes sem poder abrir a fruta, mas para descobrir se a maçã verde está madura existe um truque bem simples.

Cheire a fruta! Isso mesmo, sinta seu aroma. No processo de amadurecimento existem compostos voláteis que se desenvolvem e, assim, deixam a maçã mais aromática. Ou seja, um fruto cheiroso certamente está maduro, enquanto o que tem menos ou nenhum cheiro ainda não deve ser comido. Interessante, não acha? Agora não tem erro na hora de comprar sua deliciosa maçã verde!

Vi no Tricurioso

27 de junho de 2017 at 10:00 Deixe um comentário

10 Filmes para quem não tem preguiça de pensar

Para quem compreende o cinema como uma poderosa ferramenta de fazer pensar e uma arte capaz de promover mudanças profundas a longo prazo, de forma extremamente particular e subjetiva, a lista a seguir apresenta boas possibilidades de adentrar num universo deliciosamente intelectual, misterioso, em que verdades absolutas, envoltas em celofane cor-de-rosa, não serão encontradas.

Esta lista não é para apaziguar nem para explicar o mundo em meia dúzia de passos bem didáticos. Esta lista é para quem prefere perguntas à respostas, filosofia à autoajuda, aprendizado à adestramento técnico, emoções refinadas à catarse imediatista. É para quem entende que existe um grande abismo entre gosto pessoal e critérios da arte e que o nosso gosto não é o umbigo do mundo, mais apenas o nosso gosto. É para quem entende, mesmo sem gostar, que nem sempre o mais importante de um filme é contar uma história. A lista a seguir é aleatória. Não há nenhum critério hierárquico.

1 – A bela da tarde, de Luis Buñuel10 Filmes para quem não tem preguiça de pensar

Engana-se quem pensa que o filme A bela da tarde narra uma simples história bizarra sobre uma linda mulher burguesa que se prostitui por prazer. A bela da tarde é um mergulho nas profundezas da natureza insondável do desejo com uma criatividade narrativa de fazer cinéfilos pirarem.

2 – Dúvida, de John Patrick Shanley10 Filmes para quem não tem preguiça de pensar

O título já prepara bem para a realidade do filme. É isso mesmo. O espectador dá voltas, voltas e mais voltas e termina o filme em dúvida. Cada um cria o seu juízo de valor, evidentemente. Mas saber exatamente o que ocorreu mesmo não é meta do filme.

3 – Precisamos falar sobre o Kevin, de Lynne Ramsay10 Filmes para quem não tem preguiça de pensar

Quem acha que toda mulher nasceu para ser mãe e/ou que existe uma clara relação de causa e efeito em cada um dos gestos humanos, Precisamos falar sobre Kevin pode ser bem desestruturador.

4 – Réquiem para um sonho, de Darren Aronofsky10 Filmes para quem não tem preguiça de pensar

Se você gosta de se sentir realmente confortável ao ver um filme, esqueça Réquiem para um sonho. Ele é realmente pesado e desagradável. Uma vertiginosa viagem ao inferno íntimo de cada um de nós.

5 – A cidade dos sonhos, de David Lynch10 Filmes para quem não tem preguiça de pensar

David Lynch parece sempre descrever um pesadelo, e em “A cidade dos sonhos” ele pesou na mão, fazendo um labirinto intelectual em que nos perdemos no meio da viagem. Um filme intrincado que em alguns momentos vai te fazer duvidar sobre a sua capacidade interpretativa.

6 – Mapa para as estrelas, de David Cronenberg10 Filmes para quem não tem preguiça de pensar

Filme indigesto por ser demasiadamente realista. Mergulha na grande fossa dos bastidores de Hollywood sem nojinho algum.

7 – Mulheres diabólicas, de Claude Chabrol10 Filmes para quem não tem preguiça de pensar

Fugindo do preceito causa e efeito, este filme inspirado livremente na peça As criadas de Jean Genet e no caso real das irmãs Papin, mostra que não é preciso ter um motivo consistente para se voltar agressivamente contra alguém. Claude Chabrol trabalha os tipos psicopatas com maestria.

8 – Desconstruindo Harry, de Woody Allen10 Filmes para quem não tem preguiça de pensar

Com o seu estilo naturalmente sarcástico, elevado a enésima potência, Allen brinca cruelmente com a capacidade que os escritores têm de reinventar a realidade ao seu bel prazer.

9 – Um estranho no ninho, de Milos Forman10 Filmes para quem não tem preguiça de pensar

Se você pensa que a realidade apresentada no filme de 1975 já está superada, lhe darei uma má notícia. Olhe atentamente o mundo ao redor.

10 – O inquilino, de Roman Polanski10 Filmes para quem não tem preguiça de pensar

Se você acha que já viu todas as maluquices nos nove filmes anteriores, respire fundo. Você não viu nada ainda.

Vi no Pensador Anônimo

6 de junho de 2017 at 10:00 Deixe um comentário

Poker

Resultado de imagem para poker

Reconhecido em abril de 2010 como esporte da mente, o pôquer passou a ter o mesmo status que o xadrez.
Diferente do que as esposas, mães, tias e avós creem o Texas Hold’en não é um jogo de azar.
Hold’en é a modalidade do jogo em que cada jogador recebe duas cartas e outras cinco são abertas na mesa entre as apostas, vencendo aquele que se manter pagando as apostas e tiver a melhor combinação de cartas entre as sete.
A maioria das “mãos”, como é conhecida cada rodada do jogo, não termina com as cinco cartas abertas, porque os competidores acreditam que o apostador tem melhor jogo.
Costumo dizer aos principiantes que o jogo em si é facílimo de aprender, que basta decorar uma sequência de possibilidades que vai de uma carta maior ao tão sonhado royal straight flush, que consiste em ter um jogo com as cartas dez, valete, dama, reis e ás do mesmo naipe.
O que dificulta a jogabilidade são as apostas, que começam antes das cartas serem abertas na mesa, pois como já foi dito todo jogador começa com duas cartas em sua mão e cinco fechadas, viradas para baixo, na mesa e nesse momento faz-se as primeiras apostas.
O bom jogador sabe quando abandonar o jogo ao ver as duas primeiras cartas, ou aumentar a aposta. Consequentemente após apostarem ou abandonarem, se restou no mínimo duas pessoas, é aberta as três primeiras cartas, faz-se novamente as apostas, abre-se a quarta carta, aposta-se novamente, então mostra-se a quinta e assim os jogadores que se manterem à mesa podem conferir com exatidão qual tipo de combinação ele tem, então acontece a última oportunidade de apostar.
Outra dificuldade do poker é saber analisar o adversário. O filme “Cartas na Mesa”, tem como protagonista o ator Matt Damon, que personifica o estudante Mike, exímio leitor de adversários. Há uma cena que ele descreve as cartas de seus professores. Seria a magia de Hollywood ou existem mesmo pessoas capazes de analisar totalmente um ser humano em decorrência dos seus trejeitos?
Muitos nos perguntam se o jogo é legalizado. A respeito da legalidade dos jogos, eles podem ser classificados em três formas distintas: os jogos autorizados, os tolerados e os proibidos. Por autorizados, entende-se que são aqueles em que a chancela do poder público autoriza e/ou colabora para sua existência, é, por exemplo, a loteria federal. Jogos tolerados são aqueles que apesar da não proibição do estado, não recebem o seu amparo, ou seja, não há proibição assim como não há autorização expressa, nesta modalidade o ganho ou a perda do jogador não depende exclusivamente ou principalmente da sorte, mas, acima de tudo, da habilidade. Como jogos proibidos tem-se aqueles em que a norma penal tratou como delito, são jogos ilícitos, que em suma dependem exclusivamente ou principalmente da sorte.*
Como pudemos analisar o poker não é um jogo de sorte, muito menos de azar, depende da destreza dos seus competidores em saber a hora certa de agir.
Não tive ainda a oportunidade de conhecer às inúmeras casas de pôquer que pipocam por nossa região, os amigos que lá estiveram jogando torneios ou cash games, na maioria das vezes enaltecem o profissionalismo de seus administradores.
Tenho certeza que o poker chegou para ficar, não que seja um jogo novo, registros da Wikipédia, sem exatidão, demonstram que ele fora criado em 1934 por Jonathan H. Green.
Porém a modalidade jogada com mais frequência hoje em dia, principalmente na internet é o Texas Hold’en, acredita-se criado na primeira década do século vinte, cujo último WSOP (Word Series of Poker), premiou Qui Nguyen, jogador vietnamita naturalizado americano, com o bracelete (sonho de todo jogador profissional) e a bagatela de 8.005.310,00 dólares.
Então querido amigo leitor, quer levantar uma grana, apenas passar o tempo ou desenvolver seu intelecto, comece a praticar esse esporte que ainda vai dar muito o que falar.

            Inibmort

(*https://sandroalbuquerque.jusbrasil.com.br/artigos/112343990/a-legalidade-dos-jogos-de-poker-no-ordenamento-juridico-brasileiro-breves-consideracoes)

20 de maio de 2017 at 16:00 Deixe um comentário

Por que o Reino Unido disputa a olimpíada como uma única nação?

É bem diferente da Copa do Mundo, onde Inglaterra, Escócia e País de Gales têm seleções separadas. Por que existe essa diferença?

PERGUNTA Toni, São Paulo, SP

A dúvida é compreensível, já que, na Copa do Mundo, cada país componente do Reino Unido tem sua própria seleção. A resposta é complicada, mas, em poucas palavras, por tradição. Nos Jogos Olímpicos, todos os territórios da coroa britânica competem como “Time Grã-Bretanha”. O problema é que “Grã-Bretanha” exclui todas as ilhas que não a principal, onde ficam Inglaterra, Escócia e País de Gales.

Sim, isso chateia muita gente, mas trocar por “Time Reino Unido” não adiantaria nada, pois alguns territórios, como Gibraltar, que fazem parte do time olímpico, não fazem parte do Reino Unido. Tudo isso porque desde os primeiros Jogos Olímpicos modernos, de 1896, essas delegações jogaram juntas, e permaneceram assim porque a separação não era de interesse de ninguém – sozinha, a Inglaterra estaria abaixo da Rússia no ranking de medalhas, e os outros territórios iriam lá para os cafundós da tabela.

Na Copa, a história é outra: a Inglaterra e a Escócia “inventaram” o esporte e criaram uma rivalidade desde 1872, antes de a Fifa existir. Então os países do Reino Unido preferiram seguir jogando separadamente, como nos velhos tempos.

Vi na Mundo Estranho

16 de maio de 2017 at 10:00 Deixe um comentário

Quer deixar seu forno brilhando? Veja este truque super fácil!

É interessante saber que algumas dicas simples podem melhorar nossas tarefas de cada dia. Por exemplo, que tal limpar seu forno com maior facilidade e deixá-lo brilhando? Venha descobrir com a gente!

Nós dividimos a limpeza em duas etapas: a porta e o forno em si:

limpar-forno-com-facilidade

A porta

1. Junte o fermento em pó com água, de modo a formar uma massa espessa.

2. Essa massa servirá para limpar o vidro.

3. É necessário deixar o fermento agir por 30 minutos no vidro.

4. Por fim, a massa com sujeira pode ser retirada com uma esponja sem esforço.

O forno

A ação deve começar na noite anterior do dia da limpeza:

1. O forno deve ser pré-aquecido em uma temperatura de 150°C.

2. Pegue dois recipientes. Em um dos recipientes coloque 1 litro de água fervente.

3. No outro, 250 ml de amoníaco.

4. Desligue o forno.

5. O amoníaco deve ser colocado na prateleira do meio. A água, embaixo.

6. Feche o forno e pode ir dormir ou vá curtir a vida (a vida é sua mesmo!).

7. No dia seguinte, misture um pouco de detergente ao amoníaco e espalhe pelo forno. Por fim, remova tudo com uma esponja e uma escova áspera.

Cuidado!

Não se esqueça de abrir as portas e janelas para deixar o vento entrar e de maneira alguma inspire o vapor de amoníaco, pois ele faz mal para a saúde. Como alternativa, é possível fazer uma papa de bicarbonato de sódio com água e espalhar pelo forno, para limpá-lo posteriormente.

Vi no Interessante Saber

9 de maio de 2017 at 10:00 Deixe um comentário

Yareta, uma das plantas mais antigas do mundo

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/07/yareta-uma-das-plantas-mais-antigas-do.html

Conhecida internacionalmente como Yareta ou La Llareta (Azorella compacta), está é uma  de regiões da América do Sul. As plantas desta espécie são conhecidas como uma das espécies mais antigas do mundo e possuem característica densa. São plantas que crescem em regiões altas, como em montanhas, e principalmente sobre rochas. Estima-se que algumas Yaretas no Chile tenham mais de 3.000 anos.

As plantas desta espécie pertencem ao gênero Azorella, que contem cerca de 70 espécies de plantas com flores na família Araliaceae, encontrada em áreas da Nova Zelândia, ilhas do Oceano Antártico, além de regiões da América do Sul.

A ‘Azorella compacta’ foi descrita por Rodolfo Amando Philippi e publicada no Anales del Museo Nacional de Chile, em 1891.

Fonte: TopBiologia

Vi no Bio Orbis

18 de abril de 2017 at 10:00 Deixe um comentário

6 sinais de comportamento suicida

Nos últimos 10 anos aumentou o número de adolescentes e jovens que se matam no Brasil. Veja os principais sinais de alerta

A taxa de suicídio de adolescentes com idades entre 10 e 14 anos aumentou 40% nos últimos 10 anos e 33% entre aqueles com idades entre 15 e 19 anos, segundo o Mapa da Violência 2014. Todo dia, 28 brasileiros se suicidam e, para cada morte, há entre 10 e 20 tentativas. Médicos alertam que é um problema de saúde que não recebe tanta atenção por causa do tabu social. Para ajudar a combater essa epidemia silenciosa, veja essa lista de seis alertas sobre o comportamento suicida.

1 – Frases de alarme

Existe um mito de que pessoas que falam em suicídio só o fazem para chamar a atenção e não pretendem, de fato, terminar com suas vidas. “Isso não é verdade, falar sobre isso pode ser um pedido de ajuda”, afirma Mônica Kother Macedo, psicanalista especializada em suicídio e professora da PUCRS. Adriana Rizzo, engenheira agrônoma voluntária da ONG Centro de Valorização da Vida (CVV) há 16 anos, já atendeu milhares de ligações de pessoas que pensavam em suicídio. Algumas das frases mais comuns ouvidas por ela foram “não aguento mais”, “eu queria sumir” e “eu quero morrer”. Então, se você ouvir um parente ou amigo falando algo do tipo, preste atenção.

2 – Mudanças inesperadas

Todo mundo passa por mudanças na vida, faz parte do pacote. Mas algumas mudanças podem ser traumáticas quando não estamos preparados para elas. Uma pessoa fragilizada por uma depressão ou outro problema psíquico dificilmente terá condições de encarar uma mudança inesperada, como perder um emprego que considerava muito importante. “Alguém tinha um hobby e abandona tudo, era super vaidoso e fica desinteressado. A mudança de comportamento é o momento em que a gente se aproxima da pessoa para saber o que está acontecendo, porque quem sabe dividindo ela vai entender que é só uma fase”, diz Macedo.

3 – Depressão e drogas

As estatísticas alertam: para cada suicídio, há entre 10 e 20 tentativas, ou seja, quem tentou suicídio está muito mais vulnerável. “Uma tentativa de suicídio é o maior preditor de nova tentativa e de suicídio”, diz o psiquiatra Humberto Correa da Silva Filho, vice-presidente da Comissão de Estudos e Prevenção de Suicídio.

Segundo alerta: quase 100% das pessoas que se suicidaram enfrentavam algum problema mental – a maioria depressão. Quem está sofrendo depressão ou outro transtorno devem receber maior atenção . E, se a pessoa consome álcool ou outras drogas, atenção redobrada.  “O maior coeficiente de suicídio se dá por transtorno de humor associado ao uso de substâncias psicoativas, mais da metade dos casos de suicídio. Depressão e consumo de álcool e drogas é responsável pelo maior numero de mortes no mundo inteiro”, afirma o psiquiatra Jair Segal.

4 – Pode não ser só aborrescência

As taxas de suicídio dos jovens brasileiros aumentou mais de 30% nos últimos 10 anos, como explica nosso dossiê da edição de outubro. Mas, muitas vezes o comportamento errático atribuído como típico do adolescente pode ser um sinal de intenção de suicídio. “Existe uma falsa ideia de que a depressão atinge mais pessoas adultas. O adolescente apresenta outros sintomas, ele vai se trancar no quarto, não vai falar com ninguém, e isso vai ser entendido como fenômeno da adolescência normal, já que ele não consegue expressar seu sofrimento de uma forma clara”, explica Segal.

5 – Preto no branco

Somente 15% dos gravemente deprimidos vão se suicidar, mas a depressão severa continua sendo a maior causa do suicídio. Por isso, é preciso ficar atento quando a pessoa demonstra zero interesse na vida ou nos outros. “Para o deprimido, o mundo deixa de ser colorido, é preto e branco. Ele tem baixa autoestima, desinteresse por todos e fica muito voltado para ele mesmo”, explica o psiquiatra Aloysio Augusto d’Abreu. Quando em depressão severa, a pessoa se isola dos outros e não vê motivos para continuar viva. É um alerta de urgência.

6 – Bom demais para ser verdade

Um caso que marcou o psiquiatra d’Abreu foi o de um paciente muito deprimido que simulou uma melhora para passar o final de semana em casa e, lá, usar uma espingarda para se matar. A simulação de melhora é comum em diversos casos de suicídio, então, se uma pessoa que normalmente é deprimida parecer subitamente alegre, é importante acompanhá-la para garantir que ela não tentará o suicídio.

O que você pode fazer?

Segundo o psiquiatra da Rede Brasileira de Prevenção do Suicídio Carlos Felipe Almeida D’Oliveira, o ideal é conversar com a pessoa e não deixá-la sozinha. Ao conversar, procure não falar muito e ouvir mais, já que muitas vezes a pessoa só precisa ser ouvida. “Se possível, acompanhe-a a um profissional de saúde e peça orientação”, diz. Outra medida é retirar acesso de ferramentas potencialmente destrutivas dentro de casa – como arma, remédios e substâncias tóxicas – para evitar o uso delas em um impulso.

Fonte: http://revistagalileu.globo.com

Vi no Pensamento Líquido

17 de abril de 2017 at 10:00 Deixe um comentário

Posts antigos


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 323,042 acessos