Posts tagged ‘Lei’

Pirâmide

Resultado de imagem para pirâmide dinheiro

Durante esse tempo que estou desempregado não há um minuto sequer que eu não tente desenvolver algo pra poder ganhar dinheiro.
Algo em que eu possa investir meus parcos recursos no intuito de multiplicá-lo.
Infelizmente nossa cidade, assim como o nosso país vem passando por uma recessão, uma crise na qual não conseguimos ver o fim.
Acredito que não exista solução a curto ou médio prazo. Muitos crêem que após as eleições, dependendo de quem vença, possa aparecer uma luz no fim do túnel.
Porém já é consenso geral que o buraco é mais embaixo e a situação vai ficar feia ainda por um bom tempo.
Quem anda pelas ruas da nossa querida cidade sorriso, fica aterrorizado com a falta de consumidores. A maioria das lojas estão sempre vazias, pois ninguém tem dinheiro para gastar.
Com exceção dos supermercados, bares, lanchonetes, padarias ou restaurantes; afinal ainda temos que comer, apenas alguns empreendimentos conseguem faturar.
É triste acreditar que lojas com mais de 15 anos estão fechando as suas portas.
Sabemos que os culpados pela atual situação que nosso país vive aos poucos estão sendo enjaulados. Entretanto a “culpa” não cabe só a eles.
A internet trouxe-nos facilidade de adquirir bons produtos por uma variedade enorme de preços, e o melhor, dentro de nossas casas. Sem sermos incomodados pelas intempéries climáticas, trânsito, estacionamento e outros empecilhos.
Então surge uma interrogação àqueles que estão desempregados:
– O que fazer pra ganhar o sustento da família?
Uma pequena parcela da sociedade que aproveitou os anos escolares, vão atrás das vagas públicas que são oferecidas em concursos.
Neste quesito eu tenho um pouco de esperança, pois fiquei bem classificado num concurso e estou aguardando ser chamado.
Um amigo abriu-me os olhos num ramo que vem crescendo diuturnamente; o negócio de vendas pela internet, mais especificamente pelo Mercado Livre.
Pra quem ainda não conhece, o Mercado Livre assemelha-se a um gigantesco shopping virtual aonde podemos comprar de uma simples agulha a veículos automotores.
É só ter o que vender, fazer um cadastro e esperar o comprador.
Conquanto eu não consegui encontrar algo que eu saiba fazer que alguém pague por isso.
Mas não me dei por vencido, afinal eu tenho alguns dons também, principalmente na área de informática.
Acredito que o amigo leitor já deva ter visto meus anúncios para manutenção de computador ou cópia de arquivos para mídia.
Outro ramo que eu tentei foi o de “ajuda mútua”, que os divulgadores juram de pé junto que não é pirâmide. Numa explicação rápida. Você investe um dinheiro e em curto tempo recebe uma porcentagem sobre ele.
A primeira vez que fiz, o site prometia retorno em uma semana, além de não conseguir esse retorno o site desapareceu.
Na segunda tentativa em um novo grupo, foi uma grande surpresa quando na primeira semana o valor com os juros foi depositado.
Eu que não sou besta, aproveitei a situação e reinvesti meu ganho, algumas semanas depois o site também desapareceu.
Graças ao Bom Deus que o investimento foi pequenino e vai doer mais o riso dos que me alertaram a sair fora, do que a perda financeira.
Então caro amigo, o conselho que eu posso lhe dar nesse momento. Não existe dinheiro fácil nessa vida. Ou tu acertas os números premiados de uma loteria ou não tem jeito, vai ter que ralar pra conquistar o tão suado “faizmerir”.

               Inibmort

18 de maio de 2018 at 10:00 Deixe um comentário

Dividido

Resultado de imagem para nação dividida

Recentemente o país passou por dias turbulentos, primeiro com o mandato de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no outro extremo a final do Campeonato Paulista de Futebol.
Se por um lado o encarceramento de um dos homens mais importantes na atual história do nosso país traz uma mancha enorme na já tão arranhada imagem que temos, por outro lado a confusão criada em função de um simples jogo de futebol demonstra o nível de evolução que uma parcela da população ainda ocupa.
É triste acompanhar uma nação dividida, principalmente nesse momento em que precisaríamos estar unidos. É muito mais triste olharmos do lado e não encontrarmos líderes que possam nos conduzir nesse período de turbulência em que estamos passando.
Como podemos recuperar a confiança, depois de assistirmos a cada dia pessoas que uma grande parcela da população elegeu para nos governar sendo indiciados por aquilo que o povo sofre dia após dias para conquistar: dinheiro.
Dinheiro que ultrapassou a casa dos bilhões, dinheiro que enfraqueceu os cofres públicos, dinheiro que faz falta nos hospitais do SUS, nas escolas públicas, nas delegacias de polícia, dinheiro esse que deixa em xeque a tão sonhada aposentadoria.
Contudo um cavaleiro branco no seu cavalo alado vem dando um destino inimaginável anos atrás a turba dos picaretas que assaltaram a nossa nação: cadeia.
Confesso que não estou tão ligado nos noticiários, não acompanho assiduamente o que vem acontecendo em Brasília, muito menos em Curitiba, porém não dá pra escapar ileso da enxurrada alarmante de figurões que estão sendo enviados para o xilindró.
Vergonhoso saber que a cada dia mais um nome entra nessa lista, independente de partido, bandeira, direita, esquerda ou filosofia. Homens e mulheres que o eleitor colocou sua confiança. Homens e mulheres que prometeram aprimorar o país e, no entanto só pensaram em melhorar a sua própria vida.
Voltando nossos olhos pro tal jogo de futebol, o corrido agitou os noticiários esportivos por toda a semana passada.
Pra quem não sabe do que estou falando, o caso é o seguinte:
No último jogo da final do Campeonato Paulista, disputado entre os eternos rivais Palmeiras e Corinthians, o juiz anotou uma penalidade contra o time alvinegro e minutos depois voltou atrás, anulando corretamente sua marcação, após ser informado por um dos seus auxiliares.
Resumidamente o time verde e branco reclama de ter sido prejudicado por uma interferência externa, ato que a regra do jogo proíbe, já o time de Itaquera, que não tem nada a ver com o incidente, comemora o título que ganhou na casa do adversário.
Mais uma vez o que vem a tona são os valores de dignidade. O Palmeiras reclama que a regra foi adulterada, por outro lado peca por não aceitar que o árbitro fez o que era correto por desmarcar a falta dentro da área.
O que o nosso país necessita nesse momento é que a verdade impere em todos os sentidos, mesmo que pra isso necessite de uma ajuda externa.
E qual seria essa ajuda externa? Desculpem-me aqueles que se intitulam agnósticos ou ateus, mas no meu modo de ver, só os ensinos morais de um Mestre que habitou nossa Terra há mais de dois mil anos podem colocar as coisas em ordem.
Quando executarmos a sua lei do “amar a Deus sobre todas as coisas” e principalmente “ao próximo coma a ti mesmo” iremos começar a caminhar par um futuro muito mais digno e feliz.
Querido amigo leitor, chegou a hora de deixarmos as diferenças de lado e nos unirmos por um único ideal, a recuperação da nossa nação, o fortalecimento desse gigante que continua deitado, todavia há muito o berço deixou de ser esplêndido. E como seus filhos não vamos fugir à luta, porém concordando que o melhor pra um é o melhor pra todos.

       Inibmort

27 de abril de 2018 at 10:00 Deixe um comentário

Megadeth: “Desde que não esteja bêbado, Mustaine é ótimo”, diz Chris Poland

Por Igor MirandaFonte: As The Story Grows / BBM

O ex-guitarrista do Megadeth, Chris Poland, disse que Dave Mustaine, líder da banda, é um “ótimo cara”, “desde que não esteja bêbado”. A declaração foi dada em entrevista ao podcast “As The Story Grows” (transcrição via Blabbermouth).

“Aqui está o lance com Dave – ele sabe o que quer e, desde que não esteja louco e bêbado, é um ótimo cara”, disse o guitarrista, que tocou no Megadeth de 1984 a 1987 e, em 2004, atuou como músico de estúdio nas gravações de “The System Has Failed”.

Durante o bate-papo, Poland relembrou as sessões de gravação de “The System Has Failed”. “Quando fizemos ‘The System Has Failed’, foi incrível, cara – foi divertido. Foi uma experiência de aprendizado. Conheci Ralph Patlan, que me ajudou a mixar meu próximo disco. O lance sobre Dave Mustaine, você sabe o que vai ter. Ele não esconde nada. Não é como um mistério”, disse.

O músico também comentou o processo que moveu contra Dave Mustaine por ter divulgado demos de um relançamento planejado para “Rust In Peace” (1990). As regravações, de 2004, contaram com a participação de Chris Poland. O guitarrista alegou que o trabalho foi divulgado sem sua autorização, enquanto Mustaine disse, pelo Twitter, que pagou pelas demos.

“Eu não seria pago, mas não percebi até que saiu. Tentei ligar para Dave pelo menos uma dúzia de vezes e nunca tive retorno. Então, liguei para o empresário dele e também não tive retorno. Da última vez, disse: ‘Se você não me ligar de volta, vou ligar para meu advogado e vamos ter que resolver isso’. O empresário retornou me insultando, dizendo que eu toquei apenas uns dois solos e que Dave pensou que eu faria isso pelos fãs. Eu disse: ‘Ok, alguém mais na demo está fazendo pelos fãs, alguém está sendo pago? […] Amo os fãs, mas não farei isso. Se alguém vai receber algum royalty de performance por isso, eu também quero’. Não movi uma ação sem sentido. Tentei resolver e me ignoraram”, afirmou.

Vi no Whiplash

28 de fevereiro de 2018 at 10:00 Deixe um comentário

O que a lei brasileira considera como estupro?

Apenas a palavra da mulher contra o agressor já é o suficiente para um inquérito, mas, para sustentar a acusação, é necessária pelo menos uma prova

A lei no 12.015, de 2009, denomina que estupro é “constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou a permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso”. Isso pode incluir vários delitos (veja abaixo). A lei original sobre estupros é de 1940 e havia sido reformada pela última vez em 1990, quando o crime virou hediondo. Nessa nova alteração, as principais mudanças foram o entendimento como “estupro” mesmo para atos em que não houve a penetração e a retirada do termo “mulher”, de modo que a lei agora vale para todos os gêneros.

O fato de ser crime hediondo implica que é inafiançável – o que não significa que o suspeito não possa ficar livre por outros meios, como habeas corpus e liberdade provisória. Apesar dos vários projetos parlamentares a respeito, não há ainda uma lei exclusiva e mais severa para a prática do estupro coletivo. Quando isso ocorre, os réus são julgados individualmente.

Vale saber: desde 2013, a lei 12.845 obriga o SUS a prestar atendimento emergencial a todas as vítimas, oferecendo inclusive tratamentos, pílulas contra o HIV, exames e até aborto. Ah, e caso a acusação seja comprovadamente falsa, o réu é liberado e o acusador é indiciado no crime 329 de denunciação caluniosa.

1. Para ser considerado estupro, o ato precisa obrigatoriamente possuir cunho sexual, como passar a mão nos genitais ou prender alguém contra a parede. Uma carícia no cabelo, por exemplo, por mais indesejada que seja, não se enquadra. Se, mesmo assim, a vítima quiser registrar um boletim de ocorrência, é preciso que os responsáveis pelas próximas etapas do caso concordem com a vítima. Isso inclui o delegado, que abrirá o inquérito, o promotor, que registrará a denúncia, e o juiz, que julgará a sentença final

2. Apenas a palavra da mulher contra o agressor já é o suficiente para que se abra um inquérito, mas, para sustentar a acusação, é necessária pelo menos uma prova. O ideal é que seja feito o exame de corpo de delito logo em seguida ao ato. Como ele precisa ser solicitado por uma autoridade, como um delegado ou promotor, é importante que a vítima faça a denúncia. O uso de gravações e os depoimentos de testemunhas também podem ajudar

3. O juiz do caso pode discordar da condição de estupro. Em agosto de 2017, um homem ejaculou em uma mulher em um ônibus em São Paulo. Na audiência de custódia do caso, o juiz responsável entendeu que “não houve violência ou constrangimento” e, portanto, não era estupro, mas sim “importunação ofensiva ao pudor”. Esse episódio desencadeou diversas discussões a respeito da subjetividade da lei. Isso porque há crimes como o assédio sexual (que só pode ocorrer no ambiente de trabalho) que podem ser facilmente confundidos com o estupro. Mas também porque há juízes despreparados para lidar com a situação

4. O Código Penal prevê três penas para estupro: de seis a dez anos de prisão para casos simples; de oito a 12 anos se a conduta resultar em lesão corporal de natureza grave ou se a vítima tiver entre 14 e 18 anos; e de 12 a 30 anos se a vítima morrer. Ainda há alguns agravantes que podem aumentar a pena, como o estuprador ser membro da família ou o crime causar gravidez

Vi na Mundo Estranho

30 de janeiro de 2018 at 9:00 Deixe um comentário

Kiss: Gene Simmons explica por que não processaram Bruce Springsteen

Por Bruce WilliamFonte: BlabbermouthTradução

Gene Simmons explicou por qual motivo o Kiss decidiu não processar Bruce Springsteen, cuja canção “Outlaw Pete” de 2009 é considerada bastante semelhante ao hit “I Was Made For Lovin’ You”, lançado em 1979.

“O Kiss processou milhares de pessoas e ganhou. Mas algumas pessoas nós não processamos. Não fizemos isto com Bruce Springsteen no caso da ‘Outlaw Pete’. Como decidimos quem processar ou não? Gostamos de Springsteen, por isto não o processamos”.

Vi no Whiplash

27 de dezembro de 2017 at 9:00 Deixe um comentário

Ignorar mensagens no Whatsapp gera divórcio

01

Não responder as mensagens do cônjuge no Whatsapp já é um dos maiores motivos para crises entre casais atualmente. E em Taiwan esse problema foi levado ao extremo quando uma mulher, identificada apenas como Lin, processou seu próprio marido, alegando que ele a ignorava, por nunca responder suas mensagens no aplicativo.

Segredo: Os 10 sites para você ver escondido na internet

Com base nos prints, a juíza do caso considerou que seu esposo realmente não lhe dava a devida atenção e que essa era uma das várias evidências de que seu casamento não ia nada bem. Dessa forma, a corte concedeu a Lin o direito de se divorciar do marido.

Por via das dúvidas, é melhor sempre responder à pessoa amada no Whatsapp…

Vi no Lista 10

29 de agosto de 2017 at 10:00 Deixe um comentário

Beatles: Paul McCartney fecha acordo sobre direitos autorais

Por Mário PescadaFonte: Exame

Sir Paul McCartney fechou acordo judicial com a empresa Sony ATV Music Publishing sobre os direitos autorais do catálogo dos BEATLES.

Em janeiro desse ano ele havia entrado na justiça norte-americana tentando recuperar os direitos sobre as composições que fez sozinho e em parceira com John Lennon que foram compradas por MICHAEL JACKSON em 1985 e que posteriormente foram adquiridas pelas Sony ATV.

O acordo foi selado em Nova York e segundo seu advogado “ambas as partes haviam resolvido este assunto com um acordo confidencial” – ou seja, alguns milhões de dólares trocaram de mãos para selar a paz e evitar uma longa disputa.

A alegação da defesa de PAUL McCARTNEY foi embasada na Lei de Direitos Autorais de 1976 dos EUA. Resumidamente, essa lei diz que os autores podem reivindicar os direitos de suas canções 35 anos depois de lançá-las após 1978 e se for antes desse ano, deve-se esperar 56 anos.

Na época do ajuizamento da ação, PAUL McCARTNEY avisou que lutaria pelo controle do catálogo dos BEATLES, tendo em conta que em 2018 “Love Me Do” completará 56 anos de lançamento.

Vi no Whiplash

5 de julho de 2017 at 10:00 Deixe um comentário

Posts antigos


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 370,567 acessos