Posts tagged ‘Vídeo Game’

Gata dos Games

Elas estão cada vez mais ousadas!

Imagem relacionada

Resultado de imagem para personagens de games femininas

Imagem relacionada

Imagem relacionada

Resultado de imagem para personagens de games femininas rpg nua

Imagem relacionada

Via Google Images

7 de junho de 2018 at 10:00 Deixe um comentário

5 CELULARES INCRÍVEIS QUE VOCÊ DEVE CONHECER

�Tou Ligado�

22 de janeiro de 2018 at 9:00 Deixe um comentário

O COMPUTADOR DE 17 REAIS! – Raspberry Pi Zero

Esse é um computador de $5

15 de janeiro de 2018 at 9:00 Deixe um comentário

O MAIOR e MAIS POTENTE EMULADOR que JÁ VI! JXD S192K REVIEW!

Imponente!

8 de janeiro de 2018 at 9:00 Deixe um comentário

Vídeo Game

Image result for video game 8 bits

Hoje vou falar de mais uma paixão; o vídeo game.
Eu ainda morava em Lins, consequentemente tinha menos de 10 anos, quando vi um pela primeira vez.
Era um Intelevision, presente da madrinha do meu irmão. Continha apenas 10 jogos e os gráficos se resumiam a pauzinhos e quadradinhos na tela, mesmo assim aquilo despertou algo dentro de mim.
O tempo foi passando e fui adquirindo outros consoles, um Atary e anos depois um Odissey, ambos usados, mas em ótimos estados.
Nunca vou esquecer o dia em que meu coração disparou ao me deparar com uma imagem ao passar defronte à saudosa Casas Pernambucanas.
Exibia-se em um dos televisores o jogo Megaman, num console de 8 bits da Nintendo, também reconhecido como Nitendinho. A revolução dos gráficos esdrúxulos das gerações passadas, para aquelas cenas multicoloridas e com gráficos impressionantes, fez com que eu pentelhasse meu pai até o dia em que ele compraria o aparelho.
Recordo-me que eu possuía uma quantidade ínfima de jogos, afinal não eram nada baratos. Outro problema era o controle, diferente da maioria dos consoles que o joystick se desconectava, naquela máquina desenvolvida pela CCE ele era ligado.
Enquanto a galera detonava os controles e compravam outros eu tinha que pegar leve ou então quando acontecia de quebrá-lo, levar todo o vídeo game para o conserto.
Até hoje rola uma piada na família com minha cunhada Izabel Arioli, que trabalhava na loja e me dizia que eu não sabia jogar, destruía o controle e levava na loja exigindo a garantia.
Porém a fase do Nintendo passou e a nova aquisição foi um Mega Drive da concorrente SEGA.
Acho que possuí só uma meia dúzia de jogos, afinal a onda era alugar os jogos. Lembro que ia pra Lins no sábado cedo e alugava na Yutaka para devolver na segunda.
A faculdade me manteve longe dos games.
E logo após me formar eu corri pra saber o que estava acontecendo no mundo virtual.
Consultando um amigo, ele me informou que a onda do momento era o Playstation e que se eu comprasse destravado poderia adquirir uma gama de jogos por baixos preços.
Foi isso que fiz, como minha noiva e atual esposa estudava e trabalhava em Marília, eu passava a semana em casa sem ter o que fazer. Trabalhava até às 13 horas e nesse tempo ocioso, além de lecionar eu lia muito e claro jogava.
Logo descobri gravar meu próprios CDs para o Playstation. Uma grande amiga que revendia os jogos me passava em primeira mão os lançamentos, eu comprava as mídias em branco com ela e sempre que ela precisava de um jogo sabia que eu tinha uma cópia.
Os consoles ficaram de lado quando descobri como jogar no computador e a onda naquela época era baixar o maior número de jogos só pra fazerem funcionar no meu micro.
Me diverti muito nas noites em que minha esposa saia para lecionar e eu ficava jogando FIFA, The Sims, Roller Coaster, PES.
Quando meu primogênito completou 3 anos foi me oferecido um Playstation 2 por um preço bem modesto e eu não tive como recusá-lo.
Eu bem pouco consegui jogá-lo, afinal trabalhava 8 horas por dia e tinha que me desdobrar como pai e marido, contudo o pequeno foi tomando gosto pela coisa e hoje quem joga num X-Box 360 com quase 200 jogos é ele. O mais novo também já entrou na “pilha” e quer jogar os mesmos jogos do irmão.
Bem… eu estou meio afastado dos consoles, já tentei jogar alguns jogos, mas algo está me bloqueando.
Mesmo assim, tentei alguns joguinhos para celular e não é que o vício voltou.
Candy Crush e Clash Royale tomam uma grande parte do meu tempo, fora os sites de poker online.
Estudos comprovam que os jogos estimulam a coordenação motora, fazem bem para o cérebro, melhorando o nosso raciocínio, no entanto eu posso afirmar com toda certeza que mal não faz, afinal nesses mais de 30 anos eu nunca saí por aí comendo cogumelo ou socando blocos de tijolo.

         Inibmort

8 de dezembro de 2017 at 9:00 Deixe um comentário

Dicas de Clash Royale para combos e estratégias de contra-ataque

Clash Royale é um jogo de cartas disponível para download no Android e iPhone (iOS), que exige do jogador criar uma estratégia para ganhar cada batalha. No game, você deve se proteger das tropas inimigas ao mesmo tempo que tenta destruir as torres do adversário. O primeiro a destruir a base oponente, vence. Neste tutorial, o TechTudo apresenta dicas de Clash Royale para melhorar seus ataques e estratégias no campo de batalha.

Antes mesmo de começar a partida, estude suas cartas. Assim você saberá as habilidades e limitações de cada uma. Depois, busque traçar uma estratégia para o deck, ele deve ser equilibrado e as tropas devem se complementar.

Confira cinco dicas para jogar Clash Royale:

Lançar as cartas de forma aleatória é a pior ideia a se fazer em Clash Royale. Isso facilita a partida para o adversário, e traz desvantagens imediatas para você. Ter uma carta na manga para surpreender o oponente ao final da batalha é essencial para vencer.

Evite jogadas óbvias e esconda o seu combo o máximo possível (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Evite jogadas óbvias e esconda o seu combo o máximo possível em Clash Royale (Foto: Reprodução/Dario Coutinho)
.

Portanto, quando o contador de elixir chegar a 10, escolha uma tropa barata e lenta para caminhar até que o oponente faça o primeiro movimento. Conhecido como “mind game”, dissimular um ataque é ideal para surpreender o adversário.

Lance tropas baratas e então ataque pelo outro lado com uma boa combinação. O combo mais comum é utilizar o Gigante e em seguida o Príncipe. O Gigante irá ser o alvo de todo o dano das tropas inimigas, abrindo espaço para o Príncipe atacar a torre diretamente.

O melhor ataque é o contra-ataque

Traçar uma boa estratégia pode não ser o bastante caso o oponente consiga anular a sua investida inicial. Por conta disso, o contra-ataque em Clash Royale chega a ser ainda mais importante do que o ataque.

Perder uma torre pode estar dentro do planejado ao utilizar decks mais lentos (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Clash Royale: perder uma torre pode estar dentro do planejado ao utilizar decks mais lentos (Foto: Reprodução/Dario Coutinho)
.

Durante uma investida de várias tropas, é comum que os jogadores esgotem todo o elixir na ansiedade de destruir rapidamente a torre inimiga. Ao saber anular o ataque inimigo com suas cartas, você terá tropas e elixir de sobra para contra-atacar. Ataque apenas quando tiver certeza de que poderá se defender.

Conheça os “counters”

Em Clash Royale é essencial conhecer cada carta e seus principais “counters”. Por exemplo: o Exército de Esqueletos (ao custo de quatro barras de elixir), anula completamente o popular combo de Gigante e Príncipe (que custa 10). Assim, sobrará seis barras de elixir a mais que o oponente, e você poderá guardar outras cartas um contra-ataque, pois ele terá que esperar o elixir se restaurar para invocar uma tropa de defesa.

As cartas mais utilizadas pelos jogadores para anular ataques inimigos (Foto: Montagem / Dario Coutinho)
Clash Royale: as cartas mais utilizadas pelos jogadores para anular ataques inimigos (Foto: Montagem /Dario Coutinho)
.

O ideal é montar um deck misto, que possa anular ataques com baixo custo de elixir. Tropas aéreas, por exemplo, podem anular diversos atacantes terrestres com facilidade. Bebê Dragão é uma das cartas mais versáteis do jogo. Ele é ideal para controlar o campo, pois sua bola de fogo atinge vários alvos com um único ataque.

Use os gigantes como escudo para tropas mais fracas

A estratégia mais comum de ataque em Clash Royale é utilizar o Gigante como escudo para tropas menores, pois ele sempre caminha em direção às torres inimigas. Assim, ele pode ser usado tanto para atacar quanto para defender. Sozinho ele chama a atenção para todas as tropas o atacarem em vez de suas torres.

Os gigantes são resistentes e podem servir de escudo para tropas menores (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Clash Royale: os gigantes são resistentes e podem servir de escudo para tropas menores (Foto: Reprodução/Dario Coutinho)
.

As combinações de cartas mais comuns com o Gigante são: Príncipe, Bombardeiro e Bruxa, mas ele também pode ser usado com Dragão. O Esqueleto Gigante custa uma barra de Elixir a mais, mas ele pode atacar tropas inimigas, e ainda solta uma bomba quando derrotado.

Cuidado com as magias

As magias de dano em área como Flechas, Bola de Fogo, Foguete e Raios podem beneficiar ou te prejudicar. De todas as cartas, elas são as que exigem maior precisão ao lançá-las a campo.

Uso correto da carta Flechas rendeu vantagem de elixir (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Clash Royale: uso correto da carta “Flechas” rendeu vantagem de elixir (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
.

Por outro lado, as magias de dano em área podem virar uma partida facilmente. Por exemplo, as Flechas “limpam” o campo, neutralizando várias tropas pequenas de uma vez. Nos rankings mais altos, Gelo é utilizado tanto para interromper ataques inimigos quanto para congelar as defesas do oponente. Mas fique atento para não usar a magia em vão e perder seu elixir em seguida.

Não seja apressado

Destruir uma torre inimiga faltando mais de um minuto e meio para o fim da partida não significa a vitória. Em Clash Royale os apressadinhos são penalizados com viradas emocionantes.

Ganhar o jogo rapidamente, funciona apenas nos níveis iniciais (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Clash Royale: ganhar o jogo rapidamente, funciona apenas nos níveis iniciais (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
.

O mesmo pode ser dito para aquela torre que está prestes a cair. Lançar todas as tropas na direção da torre mais fraca é uma estratégia muito previsível e pode consumir todos os seus recursos em vão.

Com calma, estude o deck do oponente para evitar que, ao concentrar todo o ataque de um lado, o inimigo contra-ataque por outro. Uma boa estratégia é mudar o foco do ataque e deixar a missão de destruir a torre com apenas 100 de HP para a Mini P.E.K.K.A ou Mosqueteira.

Vi no Techtudo

22 de agosto de 2017 at 10:00 Deixe um comentário

As 8 maiores espadas dos videogames

Confira uma comparação entre as lâminas mais icônicas de séries como “Dark Souls”, “Legend of Zelda” e “Final Fantasy”

Maiores Espadas dos Videogames

1) MASAMUNE
Jogo Final Fantasy
Tamanho 243 cm

Baseada na espada japonesa nodachi, de lâmina alongada e curva, a arma usada por Sephiroth cresceu desde sua aparição em Final Fantasy VII, com 183 cm.

2) WASHING POLE

Jogo Dark Souls
Tamanho 230 cm

Longa e frágil, seu nome é uma referência à espada de Sasaki Kojiro, habilidoso espadachim do período Sengoku que a chamava de “vara de secar roupas”.

3) SOUL EDGE
Jogo Soul Calibur
Tamanho 203 cm

Possui alma própria, capaz de controlar e amaldiçoar quem tenta manejá-la. Como se não bastasse, sua forma orgânica muda de acordo com o portador.

4) CHAOS’ REVENGE
Jogo
Final Fantasy
Tamanho
199 cm 

Sua largura incomum faz com que a lâmina possa ser usada como escudo. O mais bizarro é que, de alguma maneira, Caius Ballad é capaz de manejar esse trambolhão com apenas uma mão.

5) DABILAHRO
Jogo
Ninja Gaiden
Tamanho 195 cm 

Pesando mais de 45 kg, o ninja Ryu Hayabusa sente dificuldade em manejar a arma, que pode ser usada até para destruir grandes pedregulhos.

6) BUSTER SWORD
Jogo
Final Fantasy
Tamanho
179 cm  

Com quase 30 cm de espessura, é a marca registrada de Cloud Strife, o terceiro guerreiro a empunhá-la. A lâmina é afixada nas costas do herói por meio de um ímã.

7) REBELLION

Jogo Devil May Cry
Tamanho 160 cm

A arma de Dante foi uma lembrança de seu pai, Sparda, que se rebelou para manter o equilíbrio entre os mundos dos humanos e dos demônios.

8) MASTER SWORD
Jogo
The Legend of Zelda
TAMANHO
148 cm

A lâmina lendária de origem divina tem o poder de repelir o mal e derrotar Ganon, mas apenas um herói forte e puro de coração pode empunhá-la.

22 de fevereiro de 2017 at 15:00 Deixe um comentário

Posts antigos


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 369,966 acessos