Posts tagged ‘Vídeo Game’

Dicas de Clash Royale para combos e estratégias de contra-ataque

Clash Royale é um jogo de cartas disponível para download no Android e iPhone (iOS), que exige do jogador criar uma estratégia para ganhar cada batalha. No game, você deve se proteger das tropas inimigas ao mesmo tempo que tenta destruir as torres do adversário. O primeiro a destruir a base oponente, vence. Neste tutorial, o TechTudo apresenta dicas de Clash Royale para melhorar seus ataques e estratégias no campo de batalha.

Antes mesmo de começar a partida, estude suas cartas. Assim você saberá as habilidades e limitações de cada uma. Depois, busque traçar uma estratégia para o deck, ele deve ser equilibrado e as tropas devem se complementar.

Confira cinco dicas para jogar Clash Royale:

Lançar as cartas de forma aleatória é a pior ideia a se fazer em Clash Royale. Isso facilita a partida para o adversário, e traz desvantagens imediatas para você. Ter uma carta na manga para surpreender o oponente ao final da batalha é essencial para vencer.

Evite jogadas óbvias e esconda o seu combo o máximo possível (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Evite jogadas óbvias e esconda o seu combo o máximo possível em Clash Royale (Foto: Reprodução/Dario Coutinho)
.

Portanto, quando o contador de elixir chegar a 10, escolha uma tropa barata e lenta para caminhar até que o oponente faça o primeiro movimento. Conhecido como “mind game”, dissimular um ataque é ideal para surpreender o adversário.

Lance tropas baratas e então ataque pelo outro lado com uma boa combinação. O combo mais comum é utilizar o Gigante e em seguida o Príncipe. O Gigante irá ser o alvo de todo o dano das tropas inimigas, abrindo espaço para o Príncipe atacar a torre diretamente.

O melhor ataque é o contra-ataque

Traçar uma boa estratégia pode não ser o bastante caso o oponente consiga anular a sua investida inicial. Por conta disso, o contra-ataque em Clash Royale chega a ser ainda mais importante do que o ataque.

Perder uma torre pode estar dentro do planejado ao utilizar decks mais lentos (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Clash Royale: perder uma torre pode estar dentro do planejado ao utilizar decks mais lentos (Foto: Reprodução/Dario Coutinho)
.

Durante uma investida de várias tropas, é comum que os jogadores esgotem todo o elixir na ansiedade de destruir rapidamente a torre inimiga. Ao saber anular o ataque inimigo com suas cartas, você terá tropas e elixir de sobra para contra-atacar. Ataque apenas quando tiver certeza de que poderá se defender.

Conheça os “counters”

Em Clash Royale é essencial conhecer cada carta e seus principais “counters”. Por exemplo: o Exército de Esqueletos (ao custo de quatro barras de elixir), anula completamente o popular combo de Gigante e Príncipe (que custa 10). Assim, sobrará seis barras de elixir a mais que o oponente, e você poderá guardar outras cartas um contra-ataque, pois ele terá que esperar o elixir se restaurar para invocar uma tropa de defesa.

As cartas mais utilizadas pelos jogadores para anular ataques inimigos (Foto: Montagem / Dario Coutinho)
Clash Royale: as cartas mais utilizadas pelos jogadores para anular ataques inimigos (Foto: Montagem /Dario Coutinho)
.

O ideal é montar um deck misto, que possa anular ataques com baixo custo de elixir. Tropas aéreas, por exemplo, podem anular diversos atacantes terrestres com facilidade. Bebê Dragão é uma das cartas mais versáteis do jogo. Ele é ideal para controlar o campo, pois sua bola de fogo atinge vários alvos com um único ataque.

Use os gigantes como escudo para tropas mais fracas

A estratégia mais comum de ataque em Clash Royale é utilizar o Gigante como escudo para tropas menores, pois ele sempre caminha em direção às torres inimigas. Assim, ele pode ser usado tanto para atacar quanto para defender. Sozinho ele chama a atenção para todas as tropas o atacarem em vez de suas torres.

Os gigantes são resistentes e podem servir de escudo para tropas menores (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Clash Royale: os gigantes são resistentes e podem servir de escudo para tropas menores (Foto: Reprodução/Dario Coutinho)
.

As combinações de cartas mais comuns com o Gigante são: Príncipe, Bombardeiro e Bruxa, mas ele também pode ser usado com Dragão. O Esqueleto Gigante custa uma barra de Elixir a mais, mas ele pode atacar tropas inimigas, e ainda solta uma bomba quando derrotado.

Cuidado com as magias

As magias de dano em área como Flechas, Bola de Fogo, Foguete e Raios podem beneficiar ou te prejudicar. De todas as cartas, elas são as que exigem maior precisão ao lançá-las a campo.

Uso correto da carta Flechas rendeu vantagem de elixir (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Clash Royale: uso correto da carta “Flechas” rendeu vantagem de elixir (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
.

Por outro lado, as magias de dano em área podem virar uma partida facilmente. Por exemplo, as Flechas “limpam” o campo, neutralizando várias tropas pequenas de uma vez. Nos rankings mais altos, Gelo é utilizado tanto para interromper ataques inimigos quanto para congelar as defesas do oponente. Mas fique atento para não usar a magia em vão e perder seu elixir em seguida.

Não seja apressado

Destruir uma torre inimiga faltando mais de um minuto e meio para o fim da partida não significa a vitória. Em Clash Royale os apressadinhos são penalizados com viradas emocionantes.

Ganhar o jogo rapidamente, funciona apenas nos níveis iniciais (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
Clash Royale: ganhar o jogo rapidamente, funciona apenas nos níveis iniciais (Foto: Reprodução / Dario Coutinho)
.

O mesmo pode ser dito para aquela torre que está prestes a cair. Lançar todas as tropas na direção da torre mais fraca é uma estratégia muito previsível e pode consumir todos os seus recursos em vão.

Com calma, estude o deck do oponente para evitar que, ao concentrar todo o ataque de um lado, o inimigo contra-ataque por outro. Uma boa estratégia é mudar o foco do ataque e deixar a missão de destruir a torre com apenas 100 de HP para a Mini P.E.K.K.A ou Mosqueteira.

Vi no Techtudo

22 de agosto de 2017 at 10:00 Deixe um comentário

As 8 maiores espadas dos videogames

Confira uma comparação entre as lâminas mais icônicas de séries como “Dark Souls”, “Legend of Zelda” e “Final Fantasy”

Maiores Espadas dos Videogames

1) MASAMUNE
Jogo Final Fantasy
Tamanho 243 cm

Baseada na espada japonesa nodachi, de lâmina alongada e curva, a arma usada por Sephiroth cresceu desde sua aparição em Final Fantasy VII, com 183 cm.

2) WASHING POLE

Jogo Dark Souls
Tamanho 230 cm

Longa e frágil, seu nome é uma referência à espada de Sasaki Kojiro, habilidoso espadachim do período Sengoku que a chamava de “vara de secar roupas”.

3) SOUL EDGE
Jogo Soul Calibur
Tamanho 203 cm

Possui alma própria, capaz de controlar e amaldiçoar quem tenta manejá-la. Como se não bastasse, sua forma orgânica muda de acordo com o portador.

4) CHAOS’ REVENGE
Jogo
Final Fantasy
Tamanho
199 cm 

Sua largura incomum faz com que a lâmina possa ser usada como escudo. O mais bizarro é que, de alguma maneira, Caius Ballad é capaz de manejar esse trambolhão com apenas uma mão.

5) DABILAHRO
Jogo
Ninja Gaiden
Tamanho 195 cm 

Pesando mais de 45 kg, o ninja Ryu Hayabusa sente dificuldade em manejar a arma, que pode ser usada até para destruir grandes pedregulhos.

6) BUSTER SWORD
Jogo
Final Fantasy
Tamanho
179 cm  

Com quase 30 cm de espessura, é a marca registrada de Cloud Strife, o terceiro guerreiro a empunhá-la. A lâmina é afixada nas costas do herói por meio de um ímã.

7) REBELLION

Jogo Devil May Cry
Tamanho 160 cm

A arma de Dante foi uma lembrança de seu pai, Sparda, que se rebelou para manter o equilíbrio entre os mundos dos humanos e dos demônios.

8) MASTER SWORD
Jogo
The Legend of Zelda
TAMANHO
148 cm

A lâmina lendária de origem divina tem o poder de repelir o mal e derrotar Ganon, mas apenas um herói forte e puro de coração pode empunhá-la.

22 de fevereiro de 2017 at 15:00 Deixe um comentário

Os 10 melhores jogos de anime de todos os tempos

De Dragon Ball a Attack On Titan, há muitos animes que receberam adaptações fiéis nos consoles

Em meio à enxurrada de adaptações caça-níqueis de obras da animação japonesa, é possível encontrar algumas jóias raras que merecem atenção.

10) Yu Yu Hakusho

PLATAFORMA: Mega Drive
ANO: 1994

Poucos jogos sobre as estripulias de Yusuke Uramechi chegaram ao Ocidente, mas esse é especial. A Tectoy lançou o cartucho no Brasil em 1999, com uma tradução para português cheia de erros, mas ao menos as lutas em si, para até quatro jogadores, eram muito divertidas

9) Saint Seiya Soldier’s Soul

PLATAFORMAS: PS3/ PS4
ANO: 2015

Todas as sagas do anime são fielmente representadas em 3D neste jogo de luta mano-a-mano. Os combates não são muito variados, mas a dublagem em português com os mesmos atores do desenho original compensam as falhas

8) J-Stars Victory VS+

PLATAFORMAS: PS3 / PS4 / PS VITA
ANO: 2015

Um dos crossovers mais ousados celebra os 45 anos da Jump, a revista de mangás mais popular do Japão. Dezenas de personagens de diversas séries, como Dragon Ball e Toriko, participam de lutas em arenas multiplayer

7) Ghost in The Shell Stand Alone Complex

PLATAFORMA: PS2
ANO: 2004

O universo cyberpunk é retratado de forma eficiente em um mundo 3D com muito tiroteio e furtividade. Em uma história situada entre as duas temporadas do anime, é possível controlar tanto Motoko Kusanagi quanto Batou

6) Attack On Titan

PLATAFORMAS: PS3 / PS4 / Xbox One / PC / PS VITA
ANO: 2016

A história da luta dos humanos contra os bizarros gigantes comedores de gente é recheada de velozes sequências aéreas com cordas, ganchos e espadas. O jogo capturou a essência da animação muito bem, dando a quem joga a oportunidade de zunir pelos ares

5) One Piece Pirate Warriors 3

PLATAFORMAS: PS3 / PS4 / PS VITA / PC
ANO: 2015

Com quase 20 anos de vida, a saga é cheia de personagens vibrantes e reviravoltas. Atualmente, o melhor resumo do começo da jornada é este jogo de pancadaria desenfreada, que tem visuais fiéis ao anime e mais de 30 personagens para escolher

4) Astro Boy Omega Factor

PLATAFORMA: Game Boy Advance
ANO: 2003

O jogo do aclamado estúdio Treasure (de Gunstar Heroes) faz a obra de Osamu Tezuka brilhar como nunca nos videogames. Mesclando plataforma com trechos de voo e batalhas memoráveis contra chefes, é um dos jogos de ação 2D mais charmosos, divertidos e desafiadores dos anos 2000

3) Dragon Ball Budokai Tenkaichi 3

PLATAFORMAS: PS2 / WII
ANO: 2007

Praticamente uma enciclopédia jogável sobre as aventuras de Goku e companhia: Budokai Tenkaichi 3 traz mais de 160 personagens, representando todas as fases do anime lançadas até 2007. Até Arale, do mangá Dr. Slump, precursor de Dragon Ball, aparece como lutadora no jogo

2) Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm 4

PLATAFORMAS: PS4 / Xbox One / PC
ANO: 2016

O último representante da longa linhagem de jogos da série prima por apresentar animações em CG que contam o final da saga melhor do que o próprio anime. A seleção de lutadores é gigantesca, representando diversas fases do ninja Naruto Uzumaki – são mais de cem personagens jogáveis!

1) Tatsunoko Vs. Capcom

PLATAFORMAS: WII / Arcades
ANO: 2008

Imagine as lutas caóticas da série Marvel Vs. Capcom. Agora troque Homem-Aranha, Wolverine e cia. por heróis e vilões de séries clássicas do Japão, como G-Force: Defensores do Espaço e Casshan, e você terá uma verdadeira aula de história

Vi na Mundo Estranho

11 de janeiro de 2017 at 14:00 Deixe um comentário

Capcom espera vender 4 milhões de cópias de ‘Resident Evil 7’ no lançamento

A Capcom está bastante otimista com o próximo game de “Resident Evil”. A empresa japonesa pretende contar com a comercialização de pelo menos 4 milhões de cópias apenas no primeiro mês após o lançamento do sétimo jogo da franquia, ou seja, em janeiro de 2017.

Conforme um relatório divulgado recentemente, a empresa explica que a demonstração gratuita do game de terror foi baixada 4 milhões de vezes apenas no PS4. Dessa forma, a publisher espera que os jogadores de Xbox One e PC contribuam bastante para que o game tenha esse número de cópias físicas e digitais vendidas nos primeiros 30 dias.

“Resident Evil 7” deve chegar em 24 janeiro do ano que vem para PlayStation 4, Xbox One e PC.

Via UOL Jogos

Vi no Olhar Digital

2 de novembro de 2016 at 8:00 Deixe um comentário

Playstation VR Será que vai dar Certo?

Com toda a sinceridade há grandes chances de não dar certo…. 90%… calma eu explico.

Antes que vocês me joguem pedras, já deixo claro não sou hater da Sony… (tenho PSP, PS3, PSvita e PS4)….

A Sony com seu Playstation sempre teve sua fanbase destinado aos gamers hardcores… ela nunca conseguiu ser a queridinha dos jogadores casuais, os casuais sempre preferiram mais a Nintendo, qualquer projeto que a Sony tentou lançar para a o publico casual nunca deu certo.

Abaixo vamos comentar os projetos casuais que nunca deram certo no console da sony:

Eyetoy: é uma câmera digital a cores, semelhante a uma Webcam para o Playstation 2, em parceria com a Logitech, apesar de ter uma lista grande de jogos com o recurso para essa câmera quase ninguém lembra dela, tanto que a maioria acha que Kinect foi a primeira câmera que capita movimentos de um jogador.

GO!cam: Mais uma vez a Sony tentou investir em realidade aumentada… dessa vez no console portátil PSP o portátil queridinho dos Gamers hardcore até hoje, a câmera do PSP é mais uma câmera que fracassou, é raro ver um Usuário de PSP com uma GO!cam nela, muito antes do Pokemon GO! a Sony já tinha lançado em 2009 um jogo chamado Invizimals que você caçava e batalhava com monstrinhos em realidade aumentada….  e o pessoal em pleno 2016 acha que Pokemon Go! foi uma inovação… mais uma prova que a GO!cam caiu no esquecimento… apenas foram feitos 7 jogos compatíveis com ela.

Playstation EYE + PSMove: a Sony projetou essa camera para ser o Eyetoy do PS3, dessa vez ela fez sem parceria, mas também não vingou mesmo prometendo vídeo chat pra galera, com o sucesso dos sensores de movimento do Wii e do Xbox360 ela foi reformulada como parte do seu projeto para o sensor de movimento chamado PSmove, que era uma mistura do WiiRemote com o Kinect do 360, mesmo o Move sendo mais preciso que os dois ele não teve tanto sucesso e caiu no limbo…

Vita: O novo portatil da Sony diferente do PSP não agradou os fãs hardcore da Sony…. sendo que a fanbase da Sony como havia falado é a Hardcore…. o Vita chegou prometendo varias funcionalidades que somente jogadores casuais curtem… pra piorar foram poucos jogos lançado para esse publico… a Sony vem investindo mais no publico casual sendo que esse publico agora só joga em smartphone…. e o Vita cada vez mais fadado ao fracasso.

Playstation câmera: talvez a Sony já percebeu que jogos de realidade aumentada não agradaram os sonystas…tanto que a única função até agora pra ela no PS4 vem sendo para fazer live e vídeos pra internet…. mas será um acessório obrigatório pra quem comprar o PSVR…. já é possível achar essas câmeras usadas na internet por um preço que não chega nem a 200 reais… muitos vem se desfazendo delas…

Depois dessa pequena explicação vocês ainda tem esperança que o VR será um sucesso eu acho que não…. além do VR ser mais caro que um PS4… a Galera hardcore que é a fanbase do console raramente irá comprar uma…  é uma pena que a Sony ainda não aprendeu com seus erros.

Vi no VG

17 de outubro de 2016 at 9:00 Deixe um comentário

NINTENDINHO SERÁ RELANÇADO E VIRÁ COM 30 JOGOS NA MEMÓRIA E HDMI

NESClassicEdition_photo_01__png_jpgcopy.0

A Nintendo divulgou uma notícia que deixou muitos fãs eufóricos, a empresa japonesa vai relançar o console de videogame NES, também conhecido como Nintendinho, seu primeiro videogame doméstico, que será chamado de NES Classic Edition—versão reduzida e modernizada do clássico console lançado nos anos 1980. Ele virá com 30 games na memória. Ou seja, adeus cartuchos, discos ou qualquer outra forma de armazenar os jogos externamente.

O novo console será conectado à televisão usando uma porta HDMI, que obviamente não existia no modelo original. A caixa ainda inclui um controle, que foi desenhado tendo como base o original. Ainda será possível comprar controles adicionais por 9,99 dólares. A entrada do controle será a mesma do Wii Remote, o que fará com que seja possível usar o clássico gamepad para jogos títulos usando o Console Virtual de um Wii ou Wii U.

nintendo-nes-classic-edition

O NES Classic Edition será lançado pela Nintendo no dia 11 de novembro nos EUA por 60 dólares. Vale lembrar que a Nintendo deixou de atuar no Brasil. O console deve chegar até aqui somente pelas mãos de importadoras.

Abaixo você vê a lista de jogos que estarão disponíveis no NES Classic Edition:

Balloon Fight
BUBBLE BOBBLE
Castlevania
Castlevania II: Simon’s Quest
Donkey Kong
Donkey Kong Jr.
DOUBLE DRAGON II: THE REVENGE
Dr. Mario
Excitebike
FINAL FANTASY
Galaga
GHOSTS’N GOBLINS
GRADIUS
Ice Climber
Kid Icarus
Kirby’s Adventure
Mario Bros.
MEGA MAN 2
Metroid
NINJA GAIDEN
PAC-MAN
Punch-Out!! Featuring Mr. Dream
StarTropics
SUPER C
Super Mario Bros.
Super Mario Bros. 2
Super Mario Bros. 3
TECMO BOWL
The Legend of Zelda
Zelda II: The Adventure of Link

eduardo

Eduardo MendesEditor do Testosterona. Um cara sossegado que precisa de pouco pra sobreviver: cerveja, mulher, futebol na TV, uma mesa de poker e as arquibancadas da Arena Corinthians.

 

Vi no Testosterona

18 de julho de 2016 at 15:00 Deixe um comentário

Nintendo irá desenvolver filmes baseados em seus jogos clássicos

Na última segunda-feira, Makoto Wakae, o porta-voz da Nintendo, revelou que a gigante dos games está cada vez mais interessada em investir também no cinema, e já desenvolve projetos para ser lançados dentro dos próximos cinco anos.

Ao longo dos anos, múltiplos boatos já surgiram sobre um longa-metragem ou série de TV live-action adaptando o jogo ‘Legend of Zelda’, por exemplo. A tendência agora é que, para alegria dos fãs, isso se torne realidade em breve.

Super Mario Bros’ ganhou filme em 1993, com os atores Bob Hoskins e John Leguizamo como Mario e Luigi, respectivamente. Foi um fracasso retumbante de público e crítica, e não é difícil imaginar que a Nintendo queira também fazer justiça a seus personagens mais famosos.

Ano passado, o desenvolvedor Shigeru Miyamoto, responsável pela criação de games como Zelda, Super Mario e Donkey Kong já havia apontado esta direção, numa declaração à revista Fortune: “Conforme olhamos mais amplamente o papel da Nintendo como uma empresa de entretenimento, começamos a pensar mais sobre como os filmes podem fazer parte disto”, declarou na época.

Qual jogo você mais gostaria de ver na tela grande?

Vi no Humor WH

25 de maio de 2016 at 15:00 Deixe um comentário

Posts antigos


Dabun’s Page


Desde 28/07/2.009

Estatísticas

  • 331,674 acessos